segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

PORQUE SE DEVE REJEITAR A RC C:

Do Catecismo Católico da Crise na Igreja, do Padre Mathias Gaudron, FSSPX:
+ De onde vem esse rito pentecostal (batismo no "Espírito Santo")?
O pentecostalismo nasceu na noite entre 31 de dezembro de 1900 e 01 de janeiro de 1901, em Topeka, no Kansas. Na esperança de reencontrar os carismas dos Apóstolos (sobretudo o falar em línguas), o pastor metodista Charles Parham (1873- 1929) impôs as mãos sobre uma moça chamada Agnès Ozman. Esta se pôs, logo, a falar em uma língua desconhecida – que um oriundo da região da Bohemia reconheceu, no dia seguinte, como sua língua materna. A experiência se espalhou nos dias seguintes, e o pastor Parham partiu a pregar sua descoberta. Perseguido mais tarde por questão de costumes (acusavam-no de homossexualismo), o pastor Parham foi eclipsado por alguns de seus discípulos, com William Seymour (1873-1929).
+ Como se espalhou o novo rito pentecostal?
Os “pentecostais” foram, primeiro, rejeitados, mesmo pelos protestantes (chamavam-nos de “trêmulos” por causa de suas contorções, os “rolantes” – alguns rolavam no chão durante o culto). Criaram suas próprias igrejas e organizaram-se em círculos muito fechados. Foi somente a partir dos anos 30, na Europa, e, dos anos 50, nos Estados Unidos, que seu rito saiu das igrejas estritamente pentecostais, para penetrar em todas as denominações protestantes. O pastor David du Plessis (1905-1987) foi o principal artífice dessa difusão “ecumênica” do “Batismo no Espírito”. No fim do século XX, contavam-se, no mundo, cerca de cem milhões de pentecostalistas.
+Como o rito pentecostal penetrou na Igreja Católica?
O rito pentecostal da efusão do Espírito foi difundido na Igreja pelos católicos ditos “carismáticos”. A “Renovação Carismática” pode ser definida como o “ramo católico do corrente pentecostalismo”.
+ Qual é a origem do carismatismo “católico”?
O carismatismo “católico” nasceu, nos Estados Unidos, em Pittsburgh (Pennsylvania), em 20 de fevereiro de 1967, dia em que dois católicos da Universidade de Duquesne receberam a imposição das mãos, em um grupo de oração dirigido por uma presbiteriana, e começaram a falar em línguas. Utilizaram, em seguida, o mesmo rito para transmitir a outros católicos os poderes assim recebidos. Em 18 de fevereiro de 1972, um engenheiro, retornando dos Estados Unidos, transmitiu a efusão do Espírito a Pierre Goursat, que fundou, em 1973, a comunidade Emmanuel (principal comunidade carismática francesa).
+ Qual foi o efeito do rito pentecostal sobre os primeiros católicos que o receberam?
A imposição das mãos produziu sobre os estudantes católicos da Universidade de Duquesne os mesmo efeitos bizarros que sobre os protestantes. Um dos dois contou: “Minha alegria era tão grande que não podia fazer nada além de rir, estendido por terra”. Um outro: “O sentimento que eu tinha da presença de Deus era tão forte que me recordo de ter ficado sentado uma meia hora na capela, rindo de alegria no pensamento do amor Deus”. Um terceiro: “Desde que me impuseram as mãos, pareceu-me que todo meu peito iria estourar. Meus lábios começaram a tremer e meu espírito a girar em turbilhão. Depois, eu sorria beatamente, não podia me impedir de fazer isso.”
+ O que manifestam essas reações ?
Essas reações chocantes revelam uma intervenção demoníaca. Enquanto que o Espírito Santo faz reinar a ordem e a discrição, o espírito demoníaco, mesmo quando se disfarça em anjo de luz, trai-se, geralmente, por alguma manifestação grotesca.
+ O demônio pode, então, inflamar as almas de amor a Deus?
O demônio não pode inflamar as almas de amor a Deus; mas pode dar essa impressão àqueles que querem sentir demais a ação da Graça: “Não é necessário mais para permitir ao diabo fazer-lhes ver falsas luzes ou escutar falsas melodias (...) e espalhar um fogo ou um calor extraordinário dentro de seu peito, de suas costas, de seus rins ou de seus membros. Entretanto, em meio a todas essas coisas fantasmagóricas, imaginam, erroneamente, conservarem no repouso a lembrança de Deus, sem serem detidos por nenhum pensamento vão. E têm razão sobre esse ponto, em certo sentido, pois estão tão mergulhados no erro que as vaidades não os podem tentar. E por quê? Porque esse mesmo demônio que procuraria excitar neles pensamentos vãos, se estivessem no bom caminho, é o principal agente da obra que executam. Adivinhas bem que ele não se faz obstáculo a si mesmo. Evita bem de lhes tirar a lembrança de Deus, temendo que suspeitem da verdade.”
+ Acham-se alertas análogos nos escritos dos Santos?
São Vicente Ferrer ensina, no seu tratado de vida espiritual:
“Aqueles que querem viver na Vontade de Deus não devem desejar obter (...) revelações ou sentimentos sobrenaturais que superem o estado ordinário daqueles que têm, por Deus, um temor e um amor muito sinceros. Pois, um semelhante desejo só pode vir de um fundo de orgulho e de presunção, duma curiosidade vã em relação a Deus ou de uma Fé muito frágil. A Graça de Deus abandona a alma tomada por esse desejo e deixa-a cair nessas ilusões e nessas tentações do diabo, que a seduz em visões e em revelações enganosas. É desse modo que o demônio semeia a maior parte das tentações espirituais de nosso tempo e que as enraíza nos corações daqueles que são os precursores do Anticristo (...)”.
+ Esse texto de São Vicente se aplica ao pentecostalismo e ao carismatismo?
É precisamente na intenção de “falar em línguas” que Agnès Ozman pediu ao pastor Parham para lhe impor as mãos. Foi também para se beneficiarem de “carismas” extraordinários manifestados pelos pentecostais que os católicos de Pittsburgh lhes pediram essa mesma imposição das mãos.
+ A Renovação Carismática não realiza um certo bem, trazendo de volta ao Catolicismo um certo número de almas e mantendo a piedade em outras?
O demônio, que enxerga a longo prazo, sabe perder um pouco para ganhar muito. É o ensinamento da bem-aventurada Maria da Encarnação: “Os êxtases, as visões e as revelações não são de jeito nenhum um argumento inconteste da permanência ou da assistência de Deus em uma alma. Quantos se viram que foram enganados com esses tipos de visões? Embora tenham sido a causa da conversão ou mesmo da salvação de algumas almas, é um estratagema do espírito maligno que fica contente em perder um pouco para ganhar muito.”
+ Qual vantagem o demônio pode encontrar nessas manifestações de piedade?
O pentecostalismo não apenas despertou e revitalizou um protestantismo moribundo que arriscava deixar o campo livre para a Igreja Católica; mas lhe permitiu, hoje em dia, conquistar, progressivamente, a América Latina. O demônio nisso encontrou vantagens evidentes. Do mesmo modo, o carismatismo “católico” perpetua, no próprio seio da Igreja, erros que a destroem.

Nenhum comentário: