segunda-feira, 30 de maio de 2011

Acorda!!! 'Arautos' do Evangelho e membros da T.F.P, agora é a hora de vocês se desvincularem desta seita Maldita.

O Concilio Vaticano II, deu abertura para criação de novas seitas externas, como também para seitas internas, como os Legionários de ‘Cristo’, R.C. ‘C’, T.L., T.F.P., Arautos do Evangelho e muitas outras, toda unidas com um só objetivo de tentar destruir a Igreja Católica Apostólica Romana, mesmo que estas seitas internas fazem falsos discursos em pró a Igreja.

4 comentários:

Allysson Vidal Vasconcelos disse...

Salve Maria!

Caríssimo, a julgar pelo conteúdo deste post, vejo que o autor deste texto desconhece e muito a Santa Igreja que diz defender "Blog fora da Igreja não há Salvação".

O autor defende: "O Concilio Vaticano II, deu abertura para criação de novas seitas externas, como também para seitas internas" E por "seitas internas" cita: TFP, Legionários de Cristo, e a T.L.

Gostaria de grifar que não contrario a posição de condenação à T.L, por exemplo, mas gostaria de complementar o artigo.

O Concílio Vaticano II foi convocado no dia 25 de dezembro de 1961,através da bula papal "Humanae salutis", pelo Papa João XXIII, e inaugurado no dia 11 de outubro de 1962.Foi realizado em 4 sessões, e só terminou no dia 8 de dezembro de 1965. 1965!!! (Guarde esta data)

Bem, a Congregação dos Legionários de Cristo, foi fundada em 1941, portanto 24 anos antes do CVII.
A Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade (TFP), foi fundada em 1960, 5 anos antes do CVII.
A já condenada como herética T.L começou como um movimento dentro da Igreja Católica na América Latina nos anos 1950-1960, portanto 10 anos antes do CVII.

Levando em consideração os dados acima, como o autor do texto pode afirmar: "O Concilio Vaticano II, deu abertura para criação de novas seitas externas, como também para seitas internas"?

Estude um pouco mais (muito mais) a Doutrina da Santa Igreja Católica Apostólica, Romana, e tenha mais cuidado ao chamar de seita uma instituição que tanto fez e continua fazendo pela mesma Santa Igreja, pelo Reino Cristianíssimo de Nosso Senhor na Terra, a Cristandade, e pelo sr. mesmo, a TFP.

"Dignare me pugnare pro Te, Virgo sacrata. Et da mihi virtutem contra hostes tuos”.

Pelo Brasil e pelo Mundo: Tradição, Família, Propriedade!

In Domina

Anônimo disse...

Para salvar suas imensas propriedades um pequeno grupo de aristocratas fundaram a tfp.
Recrutaram crianças e adolescentes e aos pouco foram separando da família e da sociedade.
Sem nenhuma pena destruíram milhares de vidas.Fizeram escravos e zumbis.
A nova tfp diz que a tfp dos milionários jogou na rua da noite para o dia mais de mil vítimas que não tinham a menor chance de sobrevivência.
Conseguiram aumentar suas fortunas e assistem impunes o desfilar de suas vítimas que acreditaram no castigo de Deus que nunca veio.Veio, sim para quem caiu nas suas garras.
Sou uma vítima destes covardes sectários.

Anônimo disse...

Não confunda as coisas, te ensinar um pouco da história da TFP.
O Professor Plinio Correa de Oliveira desde tenra idade militou nos meios católicos. Foi deputado constituinte em 1934, pela Liga Eleitoral Católica. Foi Presidente da Junta Arquidiocesana da Ação Católica, quando então escreveu o livro "Em Defesa da Ação Católica", denunciando os erros infiltrados naquela associação. Em 1960, fundou o movimento TFP que, posteriormente espalhou-se por mais de 30 nações. Entidades afins também foram criadas. Entre elas: Associação Luci sull'Est, na Itália; DVCK na Alemanha, Argentina Mañana, na Argentina, Avenir de la Culture na França, etc.
Em 1960 escreveu o livro "Reforma Agrária-Questão de Consciência".
A entidade enfrentou mais de 15 estrondos publicitários, recebendo as mais estapafúrdias acusações. Ora acusada de nazi-fascista, ora de seita. Mas o público brasileiro, pouco acreditou em tais calúnias. As acusações sempre foram rebatidas de modo sereno, mas firme e convidando ao diálogo.
Na impossibilidade de destruí-la de fora para dentro, surgiram duas grandes investidas para implodir:
A primeira foi através de um professor secundário, chamado Fedeli. Baseado em fatos distorcidos, investiu contra a associação acusando-a de querer substituir a devoção a Nossa Senhora pela respeitável senhora Da. Lucília, mãe de Dr. Plinio.
Recentemente o Sr. Olavo de Carvalho, do Midia sem máscara, fez uma boa descrição da psicologia do dito professor, mostrando seus problemas psicológicos.
Após o falecimento do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, em 1995, um membro da TFP, abandonando os ideais que antes professara e sempre escondendo sua militância na entidade, liderou uma dissidência e fundou a Associação Arautos do Evangelho. No final do pontificado de João Paulo II obtiveram aprovação pontifícia. Muitos deles se fizeram sacerdotes, apesar de não terem frequentado nenhum seminário. A TFP brasileira foi amordaçada por estes dissidentes que se apossaram da diretoria, valendo-se de uma arbitrária decisão judicial. O processo ainda corre na justiça.
Pode-se obter mais informações no site da TFP americana: www.tfp.org.

Anônimo disse...

aqui tme a verdade sobre a seita
http://trescarabelasaladeriva.blogspot.com.es/