quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

BOLETIM FEV2011

http://www.megaupload.com/?d=UZQMLEEY

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Entrevista sobre a Missa de Sempre

Pe. Michel Rosa, Frei Márcio Henrique e Dr. Alexandre Oliveira, de Franca, deram entrevista à TV local sobre a Missa de Sempre.






Fonte: http://www.missatridentinaemfranca.com.br/?p=647

Missa Tridentina no estado do Espírito Santo

Rua: José Antônio de Freitas, núm:10, bairro: Joana D'Arc, cidade: Vitória, estado: Espírito Santo.
Sr. Deivid de Amorim Nass ou Sr.Carlos José Delazari. Telefone: (27)3345-5601 / (27) 92394233
Capela Nossa Senhora das Alegrias, Missão da Fraternidade São Pio X no Espírito Santo. Santa Missa deste mês será dia 28 e 01, as Missas mensais serão sempre na segunda e terça-Feira do último domingo de cada mês.


sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Catolicismo morno

Muito se vê na internet, blog de 'católicos' modernistas, onde escrevem a favor sobre tudo o que refutamos aqui.
Recebi ontem o link de um desses blogs, com um texto releto de heresias, mas que a pessoa tem convicção de que é católica.
Neste caso, em especial, a pessoa estudou vários movimentos da Igreja, e tenta dar um "puxão de orelha" para que todos vivam em "harmonia" e "amor" com o próximo... Tão meiga a distorção do ecumenismo.

Segue o texto da referida pessoa:
(Dica: desligue suas caixas de som) - http://degraudesilencio.blogspot.com/2011/02/o-misterio-da-palavra-tem-tanto-de.html

Escrevi um comentário durante a noite para ela, mas hoje ele já não estava lá. Deixarei o mesmo aqui, a fim de ser útil para alguém.

Olá Dulce,

Você se diz raciocinando, mas seu texto está repleto de heresias e envenenado pelo mal do romantismo.

E o romantismo nos faz agir por sentimentos e não pela razão

E não me diga que estou errado. Já basta essa musica protestante de mal gosto ao fundo como prova deste fato.

Você se diz católica, mas não há nada de catolicismo no que você escreve e pensa.

Logo na primeira linha de seu texto, você diz "O mistério da Palavra tem tanto de complexo como de simples. Talvez por essa razão, Ela se torne convergente ou discordante conforme é sentida ou decifrada."

Convergente ou discordante conforme é sentida ou decifrada?

A palavra é apenas uma, e há só uma interpretação, a que é dada pelos papas e santos da Igreja Católica.
Isso é um dogma da Igreja e os que não respeitam os dogmas, estão excomungados.
E são estes mesmos dogmas, que ditam a doutrina da Igreja.
Pessoas como você, que respeitam alguns dogmas, mas outros não, é que estão fora da Igreja.

Portanto minha cara, não existem "facções" como você disse.
Ou você está dentro da Igreja, seguindo a risca seus dogmas e ensinamentos, ou você está FORA dela.

Você distorce o significado de amor, mais uma consequência do romantismo.

O que é amor para você?
Você diz que "só com amor seremos capazes de nos encaixar nas diferenças dos outros e aceitá-las".

Amor Dulce, é ser caridoso.

O que é caridade?
Caridade é ensinar a verdade e se repudiar os erros que o próximo comete, a fim de que este se converta, e não aceitar as coisas como elas são.
Essa também é uma vértice do catolicismo que você desconhece.


Há muitas, mas muitas outras coisas que poderia refutar no seu texto, mas por falta de tempo, não poderei fazê-lo.
Rezarei para que um dia você viva o verdadeiro catolicismo.

Paulo.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

O terrível enterro do Heresiarca Lutero

O corpo de Lutero, bastante desfigurado e mal suportado pelos circunstantes, foi transportado no dia 20 para HALLE, e no dia 22, pelo madrugada, para WITTEMBERG, onde, por ordem do landgrave, devia ser sepultado na igreja, junto ao púlpito donde havia lançado a semente da revolta.

Dizem os escritores da época que, ao ser ele para lá transportado, o mau cheiro do cadáver se tornou tão penetranto e insuportável que, diversas vezes, os carregadores foram coagidos e deixá-lo por algum tempo, só, no meio dos campos, para poderem respirar um pouco de ar puro.

Contam ainda ter um bando de corvos, aliciados pela petrefação, seguido o cortejo lúgubre, como se fossem demônio montando guarda de honra a um de seus chefes.

Foram tais as diversas opiniões veiculadas a respeito da morte e do interro do fundador do protestantismo.

Haverá qualquer exagero nestas narrações?

É difícil dizê-lo; só me foi possível reproduzir o que os contemporâneeos narraram a respeito.

Que Justo Jonas, Célio, Aurifaber e, provavelmente, os filhos de Lutero tenham guardado silêncio sobre o fato é natural, pois a verdade seria a desmoralização da pessoa de seu amigo, de seu pai e até da reforma que este havia pregado e que eles mesmos seguiam.

É por isso, conforme o testemunho citado, que todos juraram nada revelar da morte de seu chefe; é por isso também que ficou envolta em tantos mistérios e incertezas uma morte que devia ser notória para todos.

CONCLUSÃO

Lutero desceu ao túmulo, como qualquer mortal; e, infelizmente, parece que acabou impenitente: a alma envenenada por sentimentos rancorosos, o coração transviado pelas paixões humanas, o espírito obcecado pela falsa idéia de um desígnio que o destinava para reformador.

A existênica do herói de Vittemberg desconcerta o mais arguto psicólogo; é um complexo contraditório e um triste acúmulo de ócio e de atividade, de obsessão e de força, de baixezas e de elevação, mas tudo isso, tão entrelaçado, que querendo-se delinear a sua fisionomia, chega-se necessariamente à de um de seus contemporâneos: “Lutero é um tresloucado, ou, então, vítima de influência diabólica”

Cada vez se robustece em minha mente este mesmo conceito sobre o pai das seitas protestantes. Iludido por sucessos passageiros, que as circunstâncias favoreceram, ele se julgou um gênio, um astro, um arauto do céu.

A morte implacável deitou no túmulo a sua audácia de deformador, porém o espírito de revolta que havia insuflado no mundo, o ódio ao Papa, que acendera nas almas, continuou, firmando o credo fundamental do protestantismo.

Um homem que se ufana de raciocinar sem preconceitos teria de parar diante deste quadro horripilante, como se detém diante da forca de Judas, e exclamar instintivamente: Não, a verdade não está aqui; só posso estar diante do mal, diante do vício, da perdição… e a verdade continua estar ao lado de Jesus Cristo, mesmo estando ele diante de Caifaz, de Pilatos ou de Herodes… A verdade está com ele, exclusivamente com ele e com seus sucessores: o Papa imortal de Roma, sucessor de S. Pedro, representante visível do Cristo invisível.

Para tornar esta verdade palpável, permitiu Deus fosse Lutero, sepultado no mesmo dia em que o povo católico celebrava a festa da “Cathedra Petri”, dia comemorativo da fundação da primazia do Papa… data em que a Igreja canta as palavras do Salvador a Pedro: “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja e as portas do inferno nunca prevalecerão contra ela” (São Mateus 16, 18).

Lutero procurou prevalecer contra a Igreja… mas terminou esmagado sob o peso da rocha de Pedro; e o Papa continua, como sempre, abençoando os seus filhos e suplicando que Deus se compadeça dos seus perseguidores.

Fonte: O Diabo, Lutero e o Protestantismo