segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

CADÊ A REAÇÃO

sábado, 24 de dezembro de 2011

CURA ENTRE GERAÇÕES

Texto retirado do site: apostoladoscr, por: John Lennon J. da Silva.

Durante um programa na Radio Catedral, o Pe. Dom Estevão Bettercourt, ao comentar e constatar como errônea a crença em certas “maldições” que eram passadas supostamente por herança sanguínea a cristãos; fato que tal crença encontrava-se largamente pregada na obra do inglês Robert Degrandis, chamada “Cura de Gerações” livro que durante o programa ocupou sua reflexão. Ele afirmou que “A cura entre gerações é algo imaginoso, fantasioso. A doutrina católica nunca professou essa hipótese”.

Hoje existem milhares de seitas que estão a pregar entre seus membros ou aos que aproximam-se de suas comunidades a “cura de gerações” geralmente chamada de “maldições hereditárias”, seus progenitores alegam que esta é uma doutrina cristã, na verdade não é como veremos ao longo do texto.

Esta crença e prática supersticiosa é basicamente oriunda das seitas neo-pentecostais, também designada como oEvangelho da maldição ou Quebra de Maldições, Maldições Hereditárias, Maldição de Família e Pecado de Geração. No Brasil a crença tem origem com “Igreja” Renascer em Cristo e também na seita de Edir Macedo.

Esta pseudo-doutrina que é produto de um moderno misticismo supersticioso, é aparentemente conciliável com a concepção de “carma” ou “karma” no budismo oriental. Para entendermos o que representa esta “aberração doutrinaria” que é nominalmente é chamada de “maldições hereditárias”ela corresponde em síntese a:

Um mal invisível, cujo homem não vê, e que pode ter atingido ou atingi qualquer um ser humano, por intermédio do que eles denominam de “espíritos familiares” que transmitem durante séculos pela linhagem sanguínea e por influência destes mesmos “espíritos” que exercem algum “poder” ou “magia” como alegam os progenitores desta pseudo-doutrina, com aflições espirituais e corporais sob os que a possuem, até que tal “maldição” seja quebrada através de libertações geralmente produzidas por pastores protestantes.

A expressão “espíritos familiares” que usei acima é utilizada arbitrariamente pelos pregadores de tal crença para justificá-la biblicamente, o termo é retirado de citações do Antigo Testamento, como (Levítico 19,31); na versão bíblica “King James” tradução produzida pela Igreja Anglicana.

Esta expressão é usada para designar “entidades”, “demônios” e “anjos decaídos” que exercem nos adivinhos a atividade da comunicação com os mortos e com os cristãos atuando na condução dos mesmos no âmbito de suas inclinações emocionais, sentimentais, carnais e físicas, ao pecado. A palavra “familiares” no plural é utilizada como complementar a denominação destes “espíritos” pelo fato destes, como alegam os pregadores desta crença terem forte influência e pendurarem em gerações de famílias humanas com seus planos nefastos.

É completamente descabida esta argumentação, a versão “King James” inglesa da Bíblia, não é uma das melhores traduções bíblicas como seguram muitos cristãos, é oriundo de exegetas e tradutores protestantes, alguns deles puritanos. Há grande tradução das Escrituras produzida por São Jerônimo nos séculos IV e V, que chamamos de vulgata latina ocupou a reflexão da Igreja por séculos e os textos latinos nada mencionam o termo “espíritos familiares” assim como as versões católicas recentes não aludem. Esta versão é uma clara iniciativa da exegese que se desenvolvera na Inglaterra em contraposição a “Vulgata” católica e também a exegese católica.

Assim forjar textos e procurar traduções cômodas para justificar conceitos e “doutrinas” não traduz princípios básicos de hermenêutica é pura picaretagem moderna. O que foi guardado e transmitido a Igreja nos textos bíblicos antigos que São Jerônimo usou, além é claro da tradicional interpretação do Magistério sobre estes aspectos da teologia, não repercutem nem induzem qualquer afirmação da existência de “espíritos familiares” quando versadas para língua latina e nem tampouco a língua portuguesa.

Pode surgir à pergunta, as Sagradas Escrituras dão embasamento para afirmar que os cristãos podem estar de alguma forma sob o jugo de maldições ancestrais ou qualquer tipo de crença parecida?

A resposta é não, esta nunca foi parte da pregação apostólica e nem encontra fundamento nos textos bíblicos, os Padres da Igreja nunca mencionaram tal crença entre os cristãos no decorrer dos VII primeiros séculos. Aliás os textos bíblicos refutam qualquer possibilidade de “gerações” levarem ou trazerem qualquer peso, mancha ou maldições ou ainda os pecados de seus pais. Vejamos o que diz o profeta Ezequiel.

“Contudo perguntais: Por que não levará o filho a maldade do pai? Porque o filho fez justiça e juízo, guardou todos os meus estatutos, e os praticou, por isso certamente viverá. A alma que pecar, essa morrerá. O filho não levará a maldade do pai, nem o pai levará a maldade do filho. A justiça do justo ficará sobre ele, e a impiedade do ímpio cairá sobre ele”. (Ez 18,19-20).

Há outros textos e citações (Dt 24,16: Jr 31,30: Ez 18, 2-4: Ex 18,4; 20, 5-6: Lv 19, 17). Que fazem oposição a qualquer afirmação que alude esta crença supersticiosa oriunda do neo-pentecostalismo. Não existe compatibilidade desta crendice protestante com a “Sã doutrina”, boas considerações a respeito do pecado, o perdão de Deus, os sacramentos [exemplo o Sacramento do Batismo, que regenera o ser humano e o torna filho de Deus, trazendo-o ao convívio com a graça de Deus, por libertar-nos do pecado original, pelo Batismo somos incorporados em Cristo e na sua única Igreja], Julgamento particular e etc. acabam por aniquilar qualquer possibilidade de “maldição hereditária”.

“Deus é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (I Jo 1,9), ou seja, ele não leva em conta as “faltas dos pais sobre os filhos” como podemos ler acima, como então estas supostas faltas ou maldições e até perseguições demoníacas poderiam ligar-se a gerações inteiras de pessoas, por conta de parentes de séculos atrás que erraram ou foram amaldiçoados? É absurdo, logicamente improvável, não existem brechas para invenções do tipo, ao melhor só existem nas cabeças de “víboras”, aludindo o termo que Cristo usou para designar os incautos, escribas e fariseus (Mt 23, 33; Lc 3,7). E "hipócritas", falsários  do Evangelho (Mt 23, 27; Mt 23, 29; Mt 15, 7; Mc 7, 6; Lc 12, 56).

Não poso deixar de registrar que existirem muitos indivíduos ligados a movimentos 

..................................................................................................................................................................

Também deixaremos uma resposta á um leitor que está no site montfort

 A "cura entre gerações" da RCC

Caro professor Orlando,
Salve Maria!

Quero mais uma vez parabenizá-lo pelo maravilhoso trabalho que tem em vista combater tantas heresias que se levantam em nossos dias, frutos desse modernismo. Pena que ainda não respondeu nenhuma carta minha.

Mas vamos la:

É muito comum nos meios carismáticos, se ensinar uma doutrina totalmente confusa. Segundo alguns padre defensores deste "movimento" - Pe. Jonas, Pe. Eduardo, Pe. Robert DeGrandis - devemos orar e pedir a Deus libertação pelos males, influencias malignas, etc, etc, que herdamos de nossos antepassados.

O carismático padre DeGrandis, em "Cura entre gerações", pág.30, citando um texto bíblico incompleto, ensina que os descendentes pagam os pecados dos seus antepassados: "Os pais comeram uvas azedas, e os dentes dos filhos ficaram embotados".

Isso eu acho um absurdo e totalmente contra a Sagrada Doutrina da Igreja.

As suas curas entre gerações são curas de influências (obsessões) de espíritos dos seus antepassados, o que em minha opinião é Espiritismo. E essas curas entre gerações são também feitas por regressão de memória a passados longínquos. 

Eu gostaria de saber a opinião do senhor professor e se possível, algum documento da Igreja que desmente essa mentira deslavada ensinada por esses carismáticos.

Desde já agradeço a atenção.

Sicut qui Ministrat
Emanuel Bonini

RESPOSTA

Muito prezado Emanuel,
Salve Maria.
     Entre tantas loucuras existentes nos meios carismáticos, essa é das piores.
     Não conheço documento da Igreja contra essa loucura, pois ela é nova. Se não há documento da Igreja contra isso, a Sagrada Escritura inteira mostra como Deus é misericordioso. O Antigo testamento está repleto de louvores à misericórdia de Deus, e o Novo Testamento, registra o triunfo da misericórdia do Coração de Jesus. Claro que o texto em que esses padres se baseiam para assustar o povo – e obter vantagens — está na Escritura, mas eles o interpretam mal.
     O texto citado mostra que por certos pecados, indiretamente, os filhos podem sofrer asconsequênciasmas não herdam nunca a culpa pessoal dos pais.
     Por exemplo, pais aidéticos transmitem aos filhos a AIDS, e não a culpa de seus pecados, se adquiriram AIDS por pecarem. Filhos de pais bêbados, ou que adquiriram certas doenças venéreas por pecado, podem herdar males físicos das doenças paternas, jamais a culpa deles.
     E o cúmulo do absurdo é dizer que os espíritos dos pais falecidos venham perturbar materialmente os filhos. Isso é pura exploração e erro gravíssimo.
     Veja que do pecado de Adão,-- um pecado imenso -- herdamos apenas as consequências e não a culpa pessoal. Nenhum homem vai ao inferno por causa apenas do pecado original de Adão. Cada um paga apenas as suas culpas pessoais.
     Esses padres fazem de Deus um carrasco. Eles sim é que pagarão por esse abuso e mentira.
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli



quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Canção Nova retira TODOS os programas com políticos de sua grade de programação

Nossa luta valeu a pena!

A rede Canção Nova, emissora de TV e rádio ligada ao movimento católico Renovação Carismática, resolveu tirar do ar os programas comandados pelos deputados federais Gabriel Chalita (PMDB-SP) e Eros Biondini (PTB-MG), pelos estaduais Edinho Silva (PT-SP), Paulo Barbosa (PSDB-SP) e Myriam Rios (PDT-RJ), e pela primeira-dama paulista, Lu Alckmin, informa o “Painel”, editado por Renata Lo Prete e publicado na Folha desta segunda-feira

Embora a decisão tenha sido tomada no atacado, o elemento precipitador foram as reações negativas de fiéis e lideranças da igreja à recente incorporação de Edinho, presidente do diretório estadual petista, ao quadro de apresentadores da Canção Nova.

Conexões “Justiça e Paz”, o programa de Edinho, estreou em 3 de novembro tendo como convidado Gilberto Carvalho. Principal mentor político do deputado petista, o secretário-geral da Presidência foi também articulador da aproximação entre a campanha de Dilma Rousseff e a Canção Nova no segundo turno da eleição presidencial. Até então, a candidata vinha sendo duramente combatida por religiosos da Renovação Carismática.

Fonte: comshalom

Ainda Canção Nova...

Segundo o jornal folha de São Paulo, a Canção Nova irá retira do ar a grade dos programas de políticos que lá se integram, sendo que de começo isso já seria uma boa noticia, mas o caminho é longo se está noticia for verdadeira, precisa ainda lagar a doutrina pentecostal protestante, se isso for possível, para ser considerada como Católica.

sábado, 19 de novembro de 2011

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA ‘CATÓLICA’, LEVOU UM TAPA NA CARA.

Bento XVI: Não precisamos imitar os pentecostais. “Uma liturgia participativa é importante, mas uma que não seja sentimental”.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Pedofilia, na Comunidade Carismática Beatitudes/França

A declaração cita três casos: o primeiro é o de Pierre-Etienne Albert, muito próximo ao fundador da Comunidade das Beatitudes, Efraim Croissant. Pierre-Etienne Albert foi acusado de pedofilia em 2003 e em 2008, confessou. Outro capítulo doloroso de frente para a declaração envolve o fundador da Comunidade, Efraim, para "crimes contra a moral da Igreja" que cometeram o ataque, especialmente contra as "irmãs" que viviam na comunidade.

"Seu prestígio carismático fundador Lemos no comunicado, juntamente com a sedução da sua palavra, confuso para a maioria de suas vítimas para deixá-las ser abusadas."
O terceiro caso é o irmão de Efraim, Philippe Madre, que o sucedeu na Comunidade moderador primeiro guia como um todo. Depois de inúmeras queixas contra ele, foi condenado em um tribunal de primeira instância pelo Escritório Toulouse interdiocesano maio 2010 e imediatamente foi expulso da comunidade.
 
Tradução, pelo google.
 
Fonte original: Vatican Insider
 
......................

Obs: Este caso é parecido, com episódio que ocorreu no Brasil, de um padre fundador de uma comunidade 'carismática',  em que o Bispo responsável por este padre, quando ficou sabendo dos casos de abusos sexual, pediu que este padre fosse para um lugar bem longe, com intuito de abafar o caso.

Não adianta, querer abafar, pois uma hora saí atona.
E nada fica escondido perante os olhos de Deus. Deus vê tudo!

CANÇÃO NOVA! CHARGE

Texto de Reinaldo Azevedo


terça-feira, 15 de novembro de 2011

Pe. Paulo Ricardo, um APÓSTATA DO SILÊNCIO!

Só tem gogó, para fala daqueles que estão fora do celeiro da heresia (CN).


Quando a Canção Nova comete seus erros grotescos, sendo que


os erros rotineiros sempre cometem, ele se cala, e fingir que


nada está acontecendo.


Sobre as Missas ‘carismaticas’, da Canção Nova, nunca se


pronunciou.


Quanto um leigo chamado Eto, calou um padre que estava


falando do PT, ele se calou.


Agora, como é de costume se calou novamente.

......................................................................................................................................................

No dia 15/11/2011, Pe. Paulo Rircado agora conhecido também como o APÓSTATA DO


SILÊNCIO se pronuncia sobre o caso.

Tenta justifica seu silêncio dizendo

“Atuo na Canção Nova porque tenho a firme convicção de que, sem ela, a Igreja estaria, em muitos lugares, numa situação desastrosa. Com isto não atribuo à Canção Nova, nem enquanto comunidade, nem enquanto liderança, o caráter de inerrância ou de indefectibilidade, que, aliás, nenhum de nós possui”.

Então, para que dizer que lutar contra ideologia marxista, os movimentos gayzista, abortista, sendo que eles podem errar também, não podemos da caráter de inerrância ou indefectibilidade a estes movimentos. Todo mundo erra, deixa prá, cada um que tome conta de sua vida, e vamos esquece tudo aquilo que aprendemos no catecismo, por motivo de vaidade e pura vaidade. Só para ter algumas horas de fama na TV canção nova.

É para isso que serve seu sacerdócio?

Quando os inimigos da Igreja estão longe, grita se esbraveja da uma de valente; mas quando se encontra ao seu lado fingir que nada está acontecendo e rápido procura arrumar uma desculpa para defendê-los.

E ainda tem coragem de dizer, que sem a Canção Nova, a Igreja estaria em uma situação desastrosa. Muita ousadia, padre, em dizer um absurdo desse. Dizer isso e a mesma coisa de dizer que sem as seitas pentecostais protestantes (que são inimigos públicos da Igreja), a Igreja estaria arruinada, pois a Canção Nova é filha dessas seitas, foi de onde surgiu a RCC, dos inimigos da Igreja.

Foi devido a Canção Nova, que muitos pensam que a Igreja, é igual às seitas, é por isso que rebolam, batem palma, utilizam de grupo de música de estilo rock pop, para se agitarem durante a Missa, e nem se quer obedecem as rubricas da Missa Nova, porque o que importa é o ‘espírito’ que não tem nada de santo, e sim parecido com um espírito satânico, em que ridiculariza o que temos de mais preciso nesta terra, que é a Santa Missa.

Mas isso é a lógica, né padre, como uma filha do inimigo da Igreja, iria querer seu bem, um filho sempre ira querer seguir o exemplo de seu pai, pois tem ele como exemplo para tudo.

“Considero, portanto, que seja meu dever, em primeiro lugar, manifestar minha opinião sobre a atuação de alguns líderes da Canção Nova através do caminho institucional e privado, e só em segunda instância passar às possíveis manifestações públicas. Queimar esta etapa seria, a meu ver, uma falta de lealdade e de ética”.

Opinião? Isso não é opinião, é lei da Igreja, é o Magistério da Igreja, tá se comportando como se fosse um gatinho, com medo de leva um banho d’água, do ‘clérigo’ Eto. Olha como o senhor muda o tom das palavras, que medo é esse?

Por acaso, o senhor pediu licença aos movimentos gayzista, abortista, etc..., para se manifesta?

Quando, os que erram lhe beneficiam (canção nova) de alguma forma, o tratamento é diferente, a verdade é só para alguns (só apenas para aqueles que o senhor não leva nenhum beneficio, e que não lhe promovem de alguma maneira).

Mas para aqueles que lhe beneficiam, podem apoiar o socialismo, podem criar bailes ‘cristãos’, pode rebolar, dançar, bater palma, grupo de música ‘rock pop’, utiliza da falsa oração em língua, ‘missas’ de cura e libertação, repouso no ‘espírito’, desrespeito total com as rubricas da Missa, tudo isso durante a Santa Missa, e senhor se calar, pois são seus amiguinhos, e o senhor deve favores para eles, não pode contrariá-los.

Canção Nova, Providência Divina?

É o mesmo que dizer que as seitas, Assembléia de deus, deus é Amor, igreja Universal e etc. É tudo providência Divina.

CAMPANHA!

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

TIRARAM O VÍDEO DO YOU TUBE, E ACHAMOS OUTRO NO VIMEO

NÃO ADIANTA CORRER, CN.




Obs: retiraram o vídeo também do vimeo, agora está no Glória TV
Canção Nova tira sarro dos entes falecidos de seus sócios e contribuintes.

Depois dessa, você continuará contribuindo?


quarta-feira, 26 de outubro de 2011

ASSIS III

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Quem são esses?

The Rolling Stones, Aerosmith, Metallica?


Não!

É a banda do Dunga da Canção Nova.


O apego das coisas do mundo é tão grande, que fazem de tudo para viver com seus vícios dentro da Igreja.


Jesus disse:


“Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me” (Mt 16, 24).


Não disse:


“Se alguém quer vir após mim, aceite a si mesmo, largue a sua cruz e não me siga”.






Canção Nova tira sarro dos entes falecidos de seus sócios e contribuintes.

Depois dessa, você continuará contribuindo?

sábado, 15 de outubro de 2011

Espiritismo e grupos 'pentecostais'

Sobre este tema, o herege Edir Macedo tem razão.(vídeo retirado da pag. do Edir Marcedo)

No quadro a esquerda onde está digitado Igreja, entendam-se como seitas pentecostais, também pode entender como grupos de orações da renovação carismática católica, quando é recebido o tal ‘batismo’ no ‘espírito’ que não tem nada de santo, e o repouso no ‘espírito’.


Leia-se também, um antigo artigo nosso: RCC e a Macumba.


quarta-feira, 24 de agosto de 2011

terça-feira, 2 de agosto de 2011

ACRÓSTICO

Autor: Hélio de Souza

Coisa simples é ser Católico quando se atêm apenas ao batismo, não se comprometendo com as obrigações contidas nessa escolha.
Pergunte a alguns dos milhares e milhares de mártires e de perseguidos se ser Católico é algo simples, corriqueiro?
O Santo Padre disse, certa vez: “Rezai por mim, para que eu não fuja, por medo, diante dos lobos”. Sua Santidade será que acha fácil e descomplicado ser Católico?

...


Como vosso Pai celeste é perfeito. (Mt 5,48)

Ontem, hoje e por toda a eternidade. (Hb 13,8)

Morreu pelos ímpios. (Rm 5,6)

Outrora, é certo, desconhecendo a Deus. (Gl 4,8)



É mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha. (Mt 19,24)



Cristo morreu por nós. (Rm 5,8)

Orai pelos que vos [maltratam e] perseguem". (Mt 5,44)

Morto, ele o foi uma vez por todas pelo pecado; (Rm 6,10)

Pecadores, dos quais sou eu o primeiro. (1Tm 1,15)

Livres dos laços do demônio, que os mantém (2Tm 2,26)

Irmãos, por que vos maltratais um ao outro? (At 7,26)

Cristo a seu tempo morreu pelos ímpios. (Rm 5,6)

Amai vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam (Mt 5,44)

Deus, que conhece os corações, (At 15,8)

Os inimigos do homem serão as pessoas de sua própria casa. (Mt 10,36)



Saibais e reconheçais que o Pai está em mim e eu no Pai. (Jo 10,38)

Este é o meu Filho muito amado; ouvi-o. (Mc 9,7)

Redenção, realizada em Jesus Cristo. (Rm 3,24)



Cristo, o Filho de Deus vivo! (Mt 16,16)

Amai-vos mutuamente com afeição terna e fraternal. (Rm 12,10)

Terá herança no Reino de Cristo e de Deus. (Ef 5,5)

Olhos daquele a quem havemos de prestar contas. (Hb 4,13)

Liberdade não venha a ser ocasião de queda aos fracos. (1Cor 8,9)

Isto será apenas o início das dores. (Mt 24,8)

Cristo estabeleceu-se sobre o mundo, e ele reinará (Ap 11,15)

Ontem, hoje e por toda a eternidade. (Hb 13,8)

ACRÓSTICO

Autor: Hélio de Souza
Cristo só teve uma esposa, gloriosa, Santa e casta, não teve concubinas

Omitir este fato sublime é injustificável! A verdade de Deus pela mentira?

Meia verdade é pior que uma mentira inteira, causa um mal muito maior

Outrora a verdade era dita, em alta voz, houve os mártires da verdade.


É um absurdo o excesso de diálogos, Sua missão primeira é a de ensinar.


Contemporizar, transacionar, negar, calar-se, ajustar, amenizar a verdade

Ontem, hoje e sempre, será pecado de omissão, a verdade deve prevalecer

Morrer pela verdade, personificação de Cristo, hipótese a ser considerada

Pecado grave, faltar com a caridade, é consentir a permanência no erro

Lembre-se: "tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja”

Ide e ensinai, "Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo".

Católica é a Esposa, Única Igreja fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo

Amar o próximo é mostrar-lhe a Esposa do Cordeiro, a Igreja Católica

Deus não permita que, em nome do ecumenismo, a verdade seja ocultada

Ontem, pela verdade Jesus Cristo morreu na Cruz, hoje, escondem a Cruz



Sofreria a morte de Cruz, caso tivesse se calado diante dos falsos doutores?

E, não fazendo uso do chicote no templo, seria entregue aos algozes?

Relativismo Religioso, modernismo, omissão: Falta de Caridade e Heresia



Corpo Místico de Cristo, Barca de Pedro, fora da qual não há salvação

Até quando será ultrajada, escarnecida, quem sairá em sua defesa?

Têm poucos empunhando escudos e espadas, mas, com muita valentia

Os que juraram fidelidade desertaram, curvaram-se diante dos inimigos

Literatura são abundantes para ridicularizar a Fé, são obras de seus filhos

Inimigos estão à tua mesa, comem do teu pão, bebem do teu vinho

Cristo havia avisado: "No mundo haveis de ter aflições. Coragem!"

Os inimigos, no fim, serão subjugados! "Eu venci o mundo". Maran Athá!

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Não há nada oculto que não seja revelado.

Já se passaram algum tempo e até mesmo alguns anos que os carismáticos fizeram de tudo para acoberta este fato para protegerem sua seita carismática.

Passaram-se estes anos e não tinha como publicar porque as denúncias eram anônimas.
E agora um Bispo, acaba de revela o que já sabíamos, mas não tinhamos consistência porque eram apenas anônimos.
E o que tentaram esconder, aos poucos está saindo do anonimato.
E aqueles tentaram acoberta e proteger esperamos que deva se punido.

“Nada há encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser conhecido.” (Lucas 12:2)

Bomba de Roma: Dom João Braz de Aviz compara Pe. Roberto Lettieri a fundador de Legionários de Cristo.



sábado, 25 de junho de 2011

Pe. Jonas e sua seita Canção Nova, que nós empurrar de goela a baixo sua oração em língua, oriunda das seitas pentecostais protestantes.


Pe. Jonas, uns dos maiores responsavel pela introdução do protestantismo 'pentecostal' dentro da Igreja, no Brasil.
 Usando a mesma tática que os hereges protestantes utilizam para conquistarem os católicos, dizendo quem não concordam com eles estão com o demônio assim por diante..., Pe. Jonas diz que o inimigo de Deus é contra a oração em língua, querendo também incluir-nos também que não concordamos com está cópia da oração em língua dos hereges protestantes.


Sobre o pecado, e vez do padre dizer quem está em pecado deva se arrepende e procura um sacerdote para se confessar, ele diz que devemos recorrer à oração em língua.

Leia o texto abaixo:

Ore em línguas e liberte-se do mal




É necessário usar os instrumentos que Deus nos deu. Justamente por isso, há muito combate à oração em línguas. O inimigo de Deus não deixaria por menos. Ele faz de tudo para tapar a nossa boca, para não usarmos o dom que recebemos, pois ele é capaz de “resolver a guerra”. É capaz de resolver a situação dentro de nossa casa, dentro da nossa família, dentro de nós.
Talvez você não consiga se desvencilhar de um vício, de uma dependência, mesmo que ela seja de afeto. Ore em línguas, cante em línguas. Deixe esse orvalho cair sobre você mesmo, pois assim será vivificado.
Se você está no pecado, o Espírito Santo, que está em você, quer salvá-lo. Quer ressuscitá-lo por meio da oração. É preciso que você coopere com Ele orando e cantando no Espírito.
Deus o abençoe!

Monsenhor Jonas Abib
(Trecho do livro "O Espírito sopra onde quer" de monsenhor Jonas Abib)
site: canção nova 25/06/2011


segunda-feira, 30 de maio de 2011

Acorda!!! 'Arautos' do Evangelho e membros da T.F.P, agora é a hora de vocês se desvincularem desta seita Maldita.

O Concilio Vaticano II, deu abertura para criação de novas seitas externas, como também para seitas internas, como os Legionários de ‘Cristo’, R.C. ‘C’, T.L., T.F.P., Arautos do Evangelho e muitas outras, toda unidas com um só objetivo de tentar destruir a Igreja Católica Apostólica Romana, mesmo que estas seitas internas fazem falsos discursos em pró a Igreja.

quinta-feira, 24 de março de 2011

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2011


HÉLIO DE SOUZA

A conservação do planeta é importante, mas a salvação da humanidade é o que realmente importa e, é para esse fato que a CNBB deveria pautar seus esforços.

A CNBB precisa repensar sua forma de fazer a Campanha da Fraternidade.

O povo tem sede de Deus e a CNBB, com esta forma equivocada de realizar a Campanha da Fraternidade, lhe nega “água”!

O povo almeja o Reino de Deus, (Mt 6,33), tem sede de Deus e deve ser no manancial límpido, inodoro e potável da Igreja Católica Apostólica Romana, fora da qual ninguém se salva, (IV Concilio de Latrão) - “EXTRA ECLESIAM NULLA SALUS!”, o local em que conseguirá saciar sua sede nesta fonte de “Água viva” - (Jo 4-10)!

O exemplo de desperdício de tempo, dinheiro e oportunidade de levar a verdadeira mensagem salvífica de Jesus Cristo é o da Igreja Peregrina do Brasil através da “Campanha da Fraternidade”, principal forma de “evangelização” utilizada pela CNBB.

Esta Campanha obsoleta é realizada na Quaresma e teve sua primeira edição em 1964 com o tema “Igreja em Renovação” e o Lema: “Lembre-se: você também é Igreja”, tendo se passado quarenta e quatro anos e o Brasil, que antes trazia na sua Constituição o catolicismo como a religião oficial vem a cada ano perdendo espaço às diversas seitas de cunho protestante.

Alegar: “o importante e a qualidade e não a quantidade” é leviano e não justifica a omissão de certos bispos e padres que se preocupam cada vez menos em pregar o Evangelho, (Mc 16,15), e preferem atuar como políticos de esquerda apoiando as CEB’s, MST, PT e a TL.

Para sopesarmos a importância desse método de evangelização, basta pedirmos a algum católico praticante que cite, de cor, qual foi o lema ou o tema de um determinado ano, ou que cite, ao menos, três lemas ou temas de qualquer ano, dificilmente alguém se lembrará. Deveriam se preocupar mais com a redenção da humanidade, assim como Jesus Cristo ensinou: "Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo".- (Mt 6,33). É erro grave não priorizar o tempo propício de conversão da Quaresma com uma catequese sadia, que leve ao encontro de Cristo. O homem verdadeiramente convertido evitará o pecado, não será ganancioso ou egoísta, amará o próximo como a si mesmo, ajudará os mais necessitados, preservará o meio ambiente, em especial, a floresta amazônica, não por seguir doutrina marxista, mas por amor a Jesus Cristo e a sua Igreja.

Não seria este o momento propício para que os Senhores Bispos, revejam seus paradigmas na forma de evangelização, no trato com os fiéis, de como utilizar a mídia, voltar a pregar que a prioridade da humanidade é a salvação e não os bens terrenos, "Pois que aproveitará ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder a sua alma?" - (Mc 8,36).









segunda-feira, 14 de março de 2011

José Maria Escrivá, o pioneiro do ecumenismo


O Opus Dei e a política


MONSENHOR VICENTE ANCONA LOPEZ – Folha de S. Paulo, 13 de março de 2011

O Opus Dei aparecer no WikiLeaks era uma questão de tempo; em um primeiro momento, soa engraçado o poder que nos atribuem

Confesso que me divirto com os comentários que, de vez em quando, saem na imprensa sobre o Opus Dei e a sua suposta atuação política. Aparecer no WikiLeaks era uma questão de tempo…

Num primeiro momento, soa engraçado o poder que nos atribuem; depois, na autocrítica, a conclusão é séria: a nossa comunicação precisa melhorar. Não se trata de melhorar a imagem da Obra, mas, sim, de erradicar uma ideia falsa, transmitindo o que realmente somos.

As pessoas que participam das suas atividades sabem que o Opus Dei não faz política. A sua atuação tem outra dimensão: lembrar que todos, também os políticos, são chamados por Deus a serem santos; e que essa santidade pode e deve ser procurada nas atividades da vida diária, realizando-as por amor a Deus e ao próximo.

Ora, se a Obra tivesse posição política, trairia a sua finalidade, já que de alguma forma estaria privando dessa mensagem quem possuísse uma visão política diversa.

Em Roma, convivi com são Josemaria, fundador do Opus Dei, de 1969 a 1975. Nesse período, nunca o ouvi falar de política. Falava, sim, de conviver e dialogar com todos. Dizia que caridade, mais do que em dar, consiste em compreender.

São Josemaria era o oposto do que se poderia esperar de um “conservador”. Estava aberto às novidades, queria aprender, inovar.

Quando passou uma temporada no Brasil, entre maio e junho de 1974, dizia que tinha aprendido muito do povo brasileiro: da nossa cordialidade, da nossa alegria, dessa convivência aberta a todos. E estava, na época, com 72 anos!

Ao mesmo tempo, foi muito incisivo ao nos dizer que aqui havia muito trabalho a fazer, que era preciso melhorar a condição de vida de muitas pessoas. Ao visitar o Centro Social Morro Velho, e também numa conversa com dom Paulo Evaristo Arns, afirmava que não seria cristão permanecer indiferente a tanta desigualdade. Sob o seu impulso nasceram muitas iniciativas sociais, no Brasil e no mundo.

São Josemaria foi pioneiro no ecumenismo, rompendo, ainda nos anos 40, resistências na Santa Sé ao solicitar que, no Opus Dei, houvesse cooperadores de todas as religiões, também ateus. Hoje, é uma realidade em todos os países nos quais a Obra trabalha: cooperadores protestantes, evangélicos, judeus, muçulmanos…

Mas e a relação do Opus Dei com o governo de Franco na Espanha? Faz anos que se esclarece esse tema, e talvez aqui tenhamos falhado ao comunicar. Em primeiro lugar, o Opus Dei não apoiou Franco. Segundo: houve muitos membros do Opus Dei que fizeram oposição a Franco; por isso, alguns tiveram que se exilar.

Por outro lado, alguns poucos membros do Opus Dei colaboraram com o governo de Franco. E por que o Opus Dei não fez nada? Simplesmente porque o Opus Dei não interfere nas atividades políticas dos seus membros, e cada um atua como lhe parece mais conveniente.

A liberdade sempre implica riscos, e o Opus Dei prefere correr esses riscos. Agora, por outro ângulo: o que pode ter a ver com Franco uma dona de casa do Cazaquistão, um estudante universitário do Congo ou um taxista mexicano que sejam do Opus Dei?

Se alguém quiser saber qual é o “projeto de poder” do Opus Dei, está convidado a conhecer as suas atividades, para que possa ouvir pessoalmente o que ali se diz. Fala-se de caridade, de excelência nas virtudes, de vida de oração, de aceitar com alegria as contrariedades, de castidade, de trabalhar com competência etc.

Não poderia ser de outra forma: essa é a mensagem da Igreja Católica, e o Opus Dei nada mais é do que uma pequena parte da igreja, que não tem um projeto de poder, e sim um projeto de serviço.

MONSENHOR VICENTE ANCONA LOPEZ, 61, é vigário regional da prelazia do Opus Dei no Brasil.

(grifos são meus)



quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Entrevista sobre a Missa de Sempre

Pe. Michel Rosa, Frei Márcio Henrique e Dr. Alexandre Oliveira, de Franca, deram entrevista à TV local sobre a Missa de Sempre.






Fonte: http://www.missatridentinaemfranca.com.br/?p=647

Missa Tridentina no estado do Espírito Santo

Rua: José Antônio de Freitas, núm:10, bairro: Joana D'Arc, cidade: Vitória, estado: Espírito Santo.
Sr. Deivid de Amorim Nass ou Sr.Carlos José Delazari. Telefone: (27)3345-5601 / (27) 92394233
Capela Nossa Senhora das Alegrias, Missão da Fraternidade São Pio X no Espírito Santo. Santa Missa deste mês será dia 28 e 01, as Missas mensais serão sempre na segunda e terça-Feira do último domingo de cada mês.


sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Catolicismo morno

Muito se vê na internet, blog de 'católicos' modernistas, onde escrevem a favor sobre tudo o que refutamos aqui.
Recebi ontem o link de um desses blogs, com um texto releto de heresias, mas que a pessoa tem convicção de que é católica.
Neste caso, em especial, a pessoa estudou vários movimentos da Igreja, e tenta dar um "puxão de orelha" para que todos vivam em "harmonia" e "amor" com o próximo... Tão meiga a distorção do ecumenismo.

Segue o texto da referida pessoa:
(Dica: desligue suas caixas de som) - http://degraudesilencio.blogspot.com/2011/02/o-misterio-da-palavra-tem-tanto-de.html

Escrevi um comentário durante a noite para ela, mas hoje ele já não estava lá. Deixarei o mesmo aqui, a fim de ser útil para alguém.

Olá Dulce,

Você se diz raciocinando, mas seu texto está repleto de heresias e envenenado pelo mal do romantismo.

E o romantismo nos faz agir por sentimentos e não pela razão

E não me diga que estou errado. Já basta essa musica protestante de mal gosto ao fundo como prova deste fato.

Você se diz católica, mas não há nada de catolicismo no que você escreve e pensa.

Logo na primeira linha de seu texto, você diz "O mistério da Palavra tem tanto de complexo como de simples. Talvez por essa razão, Ela se torne convergente ou discordante conforme é sentida ou decifrada."

Convergente ou discordante conforme é sentida ou decifrada?

A palavra é apenas uma, e há só uma interpretação, a que é dada pelos papas e santos da Igreja Católica.
Isso é um dogma da Igreja e os que não respeitam os dogmas, estão excomungados.
E são estes mesmos dogmas, que ditam a doutrina da Igreja.
Pessoas como você, que respeitam alguns dogmas, mas outros não, é que estão fora da Igreja.

Portanto minha cara, não existem "facções" como você disse.
Ou você está dentro da Igreja, seguindo a risca seus dogmas e ensinamentos, ou você está FORA dela.

Você distorce o significado de amor, mais uma consequência do romantismo.

O que é amor para você?
Você diz que "só com amor seremos capazes de nos encaixar nas diferenças dos outros e aceitá-las".

Amor Dulce, é ser caridoso.

O que é caridade?
Caridade é ensinar a verdade e se repudiar os erros que o próximo comete, a fim de que este se converta, e não aceitar as coisas como elas são.
Essa também é uma vértice do catolicismo que você desconhece.


Há muitas, mas muitas outras coisas que poderia refutar no seu texto, mas por falta de tempo, não poderei fazê-lo.
Rezarei para que um dia você viva o verdadeiro catolicismo.

Paulo.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

O terrível enterro do Heresiarca Lutero

O corpo de Lutero, bastante desfigurado e mal suportado pelos circunstantes, foi transportado no dia 20 para HALLE, e no dia 22, pelo madrugada, para WITTEMBERG, onde, por ordem do landgrave, devia ser sepultado na igreja, junto ao púlpito donde havia lançado a semente da revolta.

Dizem os escritores da época que, ao ser ele para lá transportado, o mau cheiro do cadáver se tornou tão penetranto e insuportável que, diversas vezes, os carregadores foram coagidos e deixá-lo por algum tempo, só, no meio dos campos, para poderem respirar um pouco de ar puro.

Contam ainda ter um bando de corvos, aliciados pela petrefação, seguido o cortejo lúgubre, como se fossem demônio montando guarda de honra a um de seus chefes.

Foram tais as diversas opiniões veiculadas a respeito da morte e do interro do fundador do protestantismo.

Haverá qualquer exagero nestas narrações?

É difícil dizê-lo; só me foi possível reproduzir o que os contemporâneeos narraram a respeito.

Que Justo Jonas, Célio, Aurifaber e, provavelmente, os filhos de Lutero tenham guardado silêncio sobre o fato é natural, pois a verdade seria a desmoralização da pessoa de seu amigo, de seu pai e até da reforma que este havia pregado e que eles mesmos seguiam.

É por isso, conforme o testemunho citado, que todos juraram nada revelar da morte de seu chefe; é por isso também que ficou envolta em tantos mistérios e incertezas uma morte que devia ser notória para todos.

CONCLUSÃO

Lutero desceu ao túmulo, como qualquer mortal; e, infelizmente, parece que acabou impenitente: a alma envenenada por sentimentos rancorosos, o coração transviado pelas paixões humanas, o espírito obcecado pela falsa idéia de um desígnio que o destinava para reformador.

A existênica do herói de Vittemberg desconcerta o mais arguto psicólogo; é um complexo contraditório e um triste acúmulo de ócio e de atividade, de obsessão e de força, de baixezas e de elevação, mas tudo isso, tão entrelaçado, que querendo-se delinear a sua fisionomia, chega-se necessariamente à de um de seus contemporâneos: “Lutero é um tresloucado, ou, então, vítima de influência diabólica”

Cada vez se robustece em minha mente este mesmo conceito sobre o pai das seitas protestantes. Iludido por sucessos passageiros, que as circunstâncias favoreceram, ele se julgou um gênio, um astro, um arauto do céu.

A morte implacável deitou no túmulo a sua audácia de deformador, porém o espírito de revolta que havia insuflado no mundo, o ódio ao Papa, que acendera nas almas, continuou, firmando o credo fundamental do protestantismo.

Um homem que se ufana de raciocinar sem preconceitos teria de parar diante deste quadro horripilante, como se detém diante da forca de Judas, e exclamar instintivamente: Não, a verdade não está aqui; só posso estar diante do mal, diante do vício, da perdição… e a verdade continua estar ao lado de Jesus Cristo, mesmo estando ele diante de Caifaz, de Pilatos ou de Herodes… A verdade está com ele, exclusivamente com ele e com seus sucessores: o Papa imortal de Roma, sucessor de S. Pedro, representante visível do Cristo invisível.

Para tornar esta verdade palpável, permitiu Deus fosse Lutero, sepultado no mesmo dia em que o povo católico celebrava a festa da “Cathedra Petri”, dia comemorativo da fundação da primazia do Papa… data em que a Igreja canta as palavras do Salvador a Pedro: “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja e as portas do inferno nunca prevalecerão contra ela” (São Mateus 16, 18).

Lutero procurou prevalecer contra a Igreja… mas terminou esmagado sob o peso da rocha de Pedro; e o Papa continua, como sempre, abençoando os seus filhos e suplicando que Deus se compadeça dos seus perseguidores.

Fonte: O Diabo, Lutero e o Protestantismo

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Frutos do espírito protestante demôniaco da Renovação Carismatica Católica

Uma mulher diz ter sofrido um traumatismo craniano e perdido seu olfato e paladar após ter caido para trás ao “repousar no espírito”, em um encontro de cura da Renovação Carismática Católica. Ela processou a diocese de Hartford (EUA) na Corte Suprema.

Dorothy Kubala diz que o acidente ocorreu enquanto o Pe. Robert Rousseau estava “realizando uma oração de cura para o público em geral” da Igreja de Santo Agostinho, em North Branford, em janeiro de 2009.


Kubala diz que “se aproximou do altar, recebeu a oração e ‘repousou no Espírito’, fazendo-a cair para trás e bater no chão com a parte de trás de sua cabeça”.

Ela afirma que seus ferimentos foram causados pelo fato do padre “não seguir os protocolos, normas e procedimentos definidos pelos réus, a Arquidiocese de Hartfort e a Igreja de Santo Agostinho”.


(...)Kubala diz que ela caiu para trás e bateu a cabeça, sofreu ferimentos que incluem "traumatismo crânio-encefálico que resultou em uma perda permanente e total do cheiro ... e perda parcial do paladar", além de uma contusão hemorrágica, um abalo, as lesões de sua dor na coluna, em sua mandíbula e ansiedade aguda(...)


Ela busca indenização monetária. Ela é representada por João Cirello
 
Fonte: NEW HAVEN, Conn. (CN)