domingo, 15 de agosto de 2010

Uns de tanto outros absurdos teológicos de Monsenhor Escrivá

Escrivá, afirma a um maometano:



"És filho de Deus como eu" (Cfr. Mons José Maria Escrivá, Questões Atuais do Cristianismo, Quadrante, São Paulo, 1986, 3a. edição, p.128)." (Cfr. Mons José Maria Escrivá, , Quadrante, São Paulo, 1986, 3a. edição, p.128).


Absurdo!!!!!!!!!!!!!

Qualquer católico que tenha estudo o catecismo sabe que o Batismo que torna o homem filho adotivo de Deus, e um maometano não é batizado, e, por isso mesmo, não é filho de Deus como o é um batizado.

4 comentários:

Bandeirinha disse...

Nossa, discriminação aberta contra os que não são batizados? Assim, na cara dura, sem vergonha de falar?

Que beleza, não? Muito cristão da sua parte.

ascendens disse...

A que se referia com a frase "És filho de Deus como eu"?!!!!!!!

ascendens disse...

Tem que colocar o sujeito da frase...

Lázaro disse...

Sim, é que a frase foi cortada, Ele estava se referindo aos Maometanos