quinta-feira, 9 de outubro de 2008

“Ministros” Extraordinários da Comunhão foram instituídos por Jesus?

Pedimos a você que é “ministro” extraordinário da comunhão, que reflita se é JUSTO continuar profanando o Santíssimo Sacramento, tocando com suas próprias mãos no que temos de mais Sagrado, que é a EUCARISTIA.

Você já passou ou presenciou algum momento em que alguém com um objeto caro ou até mesmo precioso como uma relíquia, ou um anel caríssimo ou até algo mais simples, em que alguém lhe disse NÃO TOQUES, POIS “ISSO” ME CUSTOU CARO, OU NÃO TOQUES, POIS ISSO É UMA RARIDADE.
E quanto mais à eucaristia que é o próprio DEUS.

As pessoas falam, comentam, explicam, ensinam o que é a eucaristia, mas não compreendem o seu verdadeiro valor.

Santa Teresa de Lisieux, que dizia: “Sinto em mim a vocação de SACERDOTE. Com que amor, ó meu Jesus, não te carregaria nas mãos,... Mas, que fazer? Com todo o desejo de ser sacerdote, admiro e invejo a humildade de São Francisco de Assis, e sinto a vocação de imitá-lo, quando recusou a sublime dignidade do sacerdócio" (Santa Teresa de Lisieux - História de uma alma)

Ora, Santa Teresa de Lisieux, inflamada pelo amor de Deus, expressou essas lindas palavras que nos edificam!Observam bem todos os leigos, que ela não tocava no Corpo de Cristo, pois ela mesma disse: "Com que amor, ó meu Jesus, não te carregaria nas mãos...”. Isso se ela fosse sacerdote.

E Também não distribuía a Santa Eucaristia (Nosso Senhor Jesus Cristo), pois ela mesma disse: "Com que amor te não daria às almas”. E olhando para São Francisco de Assis, Santa Teresa de Lisieux, fica admirada com a humildade dele, em recusar o Santo Sacramento da Ordem.

Agora eu pergunto:

Porque São Francisco de Assis recusou o santo sacramento da Ordem?

E respondo:


"Ele não se julgava digno de tocar em Jesus Cristo, uma vez que o maior nascido de mulher, que é São João Batista não era digno de desatar as sandálias Dele, pois disse São João Batista: 'Eu vos batizo na água, mas eis que vem outro mais poderoso do que eu, a quem não sou digno de lhe desatar a correia das sandálias (Lc 3,16)'“. Vejam bem que São João Batista disse que não era digno de desatar a correia das sandálias de Nosso Senhor Jesus Cristo, muito menos tocar nele.

Pois somente os sacerdotes podem tocar no Corpo de Cristo e distribuí-Lo!Pois essa é a GRANDE DIGNIDADE DELES!


O Santo e Infalível Concílio de Trento determinou:

“Na comunhão sacramental sempre foi costume na Igreja de Deus receberem os leigos a comunhão das mãos do sacerdote (...). Com razão e justiça se deve conservar este costume como proveniente da Tradição apostólica" (Sessão XIII, cap.8)

O Catecismo do Concílio Trento também ensina:

“Devemos ensinar que só aos sacerdotes foi dado o poder de consagrar a Sagrada Eucaristia e distribuí-la aos cristãos. Sempre foi praxe na Igreja que o povo fiel recebesse o sacramento pelas mãos dos sacerdotes (...). Assim definiu o Santo Concílio de Trento e determinou que esse costume devesses ser religiosamente conservado, por causa de sua origem apostólica e porque Cristo Nosso Senhor nos deu o exemplo, quando consagrou seu corpo Santíssimo, e por suas próprias mãos O distribuiu aos Apóstolos" (Catecismo do Concílio de Trento, II-IV, 65).

Também São Tomás de Aquino (1225-1274) referindo ao assunto diz: "Por reverência a este sacramento [a Santa Eucaristia], nada o toca a não ser o que é consagrado; por isso o corporal e o cálice são consagrados, e, da mesma forma, as mãos dos sacerdotes para tocar este sacramento". (Suma Teológica, Pars III, Q. 82, Art. 3, ad 8)

E o Concílio De Trento (1545-1565) diz: "O fato de só os padres darem a Santa Comunhão com suas mãos consagradas é uma Tradição Apostólica."


E o mesmo santo nos ensina que é do sacerdote que devemos receber a Santa Eucaristia: "O padre toma do altar o Salvador do mundo, que é o verdadeiro Filho de Deus, descido do céu, e o verdadeiro Filho da Virgem, saído da terra, como todos os homens, e te entrega para a alimentação de tua alma" (São Francisco de Sales - Filotéia)


Oh leigos, acha mesmo que Nosso Senhor Jesus Cristo, teria perdido tempo de escolher doze discípulos, para administrar seu santíssimo corpo, se qualquer um fosse digno de fazê-lo?Que nós como leigos, possamos nos colocar no nosso lugar! Que possamos observar as falas de Santa Teresa de Lisieux e a santa humildade de São Francisco de Assis e a de São João Batista, que não tocaram no Corpo de Cristo, por não terem a GRANDE DIGNIDADE do Sacramento da Ordem!Enquanto nós leigos, devemos receber Nosso Senhor Jesus Cristo, diretamente na boca!Uma vez que não somos dignos de tocá-Lo!


“Após o Concílio Vaticano II e a infeliz e errada reforma da Litúrgica de Paulo VI surgiram nos documentos em que inseriram de uma maneira desastrosa os “Ministros” do Extraordinário da Comunhão”, que deturpando toda a doutrina da Igreja, em que o leigo jamais poderá toca na EUCARISTIA.
Adaptado do texto do site volta para casa

“Ministros” Extraordinários da Comunhão RENUNCIEM JÁ!

Texto adaptado do site volta para casa

38 comentários:

Ana Maria disse...

Que nós como leigos, possamos nos colocar no nosso lugar!


PERFEITO!

Fábio Fausto disse...

Gostei!

Poderíamos fazer uma campanha: Renuncie Já! Fazer camisetas e juntar um grupo, aparecer nas paróquias como quem não quer nada e se preparar para a batalha em nome de Cristo.
E arrisco dizer: os maiores problemas viriam dos próprios sacerdotes.

MEC's, renunciem já!

fausto.

Sandro de Pontes disse...

Prezados amigos, salve Maria.

Muito boa esta idéia de iniciarmos uma campanha destinada aos ministros intitulada "Renuncie já". Os argumentos presentes neste artigo do site volta para casa e que foram colocados neste blog são excelentes e certamente esclarecerão muitas pessoas.
Só para vocês saberem, o responsável pelo site volta para casa se chama Wagner e é de minha cidade (Andradas/MG). Atualmente ele está fazendo um periodo de adaptação junto aos Beneditinos do Rio de Janeiro (aqueles do site beneditinos.org e cujo prior é irmão Tomás). O Wagner é uma grande pessoa e ficará contente quando eu contar a ele o tanto que o artigo dele fará bem a muitos católicos. Rezemos por ele, e pela sua vocação. Além do Wagner, um sobrinho dele chamado Juliano e que é meu vizinho também está indo embora de Andradas, para o seminário da FSSPX na Argentina. Mas ele não será padre, será "irmão", que é um outro cargo diferente do sacerdote, mas que o ajuda no dia a dia, sem poder consagrar e nem ministrar sacramentos, embora utilize batina no dia a dia. REzemos pelo Juliano também. E além destes dois, um terceiro amigo nosso de nome Guilherme também está indo daqui a duas semanas para o Rio de Janeiro, onde ficará com irmão Tomás. Rezemos por ele também.
Eu fico muito feliz porque a nossa pequena cidade está oferecendo religiosos tradicionais ao mundo secularizado pós conciliar, embora aqui nosso time ficará bastante desfalcado (os padres daqui estão em festa por causa disso). Mas para cada um que partiu ou que está partindo, Deus colocará dois ou mais em seu lugar).
Rezem por mim também e pela minha esposa e filhos.
Um abraço,

Sandro de Pontes

AMO TODOS VOCÊS, MEUS IRMÃO E AMIGOS!

Magdalia disse...

Salve Maria!
Apoio a ideia do Fausto, iniciemos a campanha já! Vocês aí no Brasil e eu cá.

O grande problema de Portugal é a falta de católicos tradicionais. Os que há não se mobilizam para nada. Estou praticamente sozinha a ajudar o Padre Daniel Maret da Fraternidade. Quero um mjcp! Gostaria que houvesse mais organização por parte dos leigos no meu país, à volta da Fsspx.

Rezemos por todas estas pessoas que o Sandro mencionou, Nossa Senhora os encaminhe.

Ana Maria disse...

Tb estou sozinha em São José dos Campos,nem participo mais na paróquia.
Essa idéia da campanha podia começar pela net. Orkut e outros.

ALEX disse...

SALVE MARIA!
UMA ÓTIMA IDÉIA PARA DEFENDER O RESPEITO QUE FOI TIRADO DÁ REAL PRESENÇA DE CRISTO NÁ HÓSTIA..SINTO MUITO MAS O QUE DEVEMOS FAZER É CONSTRUIR MAIS E MAIS CAPELAS,MESMO AMIGOS EM CRISTO DE NADA ADIANTARÁ ISTO PARA Á ROMA PROGRESSISTA..SINTO ESQUEÇAM ESSES E VAMOS CONTINUAR OFEREÇENDO AJUDA PARA OS NOSSOS SEMINÁRIOS TRADICIONALISTAS...
ALEX

Anônimo disse...

Religião e Nacionalismo
Por Rui

Com o advento e cada vez maior preponderância de várias correntes nacionalistas ligadas a diferentes crenças religiosas ou espirituais, a questão da influência que estas têm no movimento nacionalista é um assunto prioritário a discutir entre nós. E é prioritário pela simples razão que não se podem colocar certos excessos religiosos à frente da causa comum que defendemos.
A grande preponderância que os grupos nacionalistas de fé pagã estão a assumir por todo o mundo pode, se não houver bom-senso, levar a um grande desequilíbrio e a clivagens que não se querem no nosso seio. Tanto pelo lado dos pagãos (é comum o ataque ideológico indiscriminado com base na religião, esquecendo que temos muitos camaradas válidos que são cristãos), como pelo lado dos cristãos (que, defendendo doutrinas de “tolerância” muitas vezes falham no que toca ao combate ideológico e atacam também camaradas de fé não cristã).

Temos de esclarecer vários factos em relação a este assunto para que não existem quezílias desnecessárias entre gente que, basicamente, defende o mesmo.

O maior argumento dos pagãos contra os nacionalistas de fé cristã é o facto de estes seguirem uma fé que, na sua génese, não é de origem indo-europeia. Isto é realmente verdade. Mas o “pormenor” que se oblitera com este género de pensamento é que hoje em dia existem inúmeras correntes do cristianismo, todas elas diferentes do cristianismo original.

Entre estas correntes existem várias correntes que são de índole marcadamente Europeia, influenciadas por costumes ancestrais e tradições indeléveis dos povos Europeus. O rito em si, nestes casos, é impossível de ser classificado como algo proveniente do Médio Oriente, de tão modificado pelo decorrer dos séculos e da história. Claro que qualquer pagão consciente rebaterá este argumento dizendo que os valores subjacentes ao cristianismo por si só são próprios de uma sociedade nómada perdida no deserto durante 40 anos e não de um povo Europeu habituado a outras paisagens.

Isto também é verdade, mas a principal característica de se ser pagão em qualquer lado sempre foi a aceitação de outros Deuses (e com isto refiro-me a Panteões, rituais, etc.) que não os que um segue. A proclamação do Deus que se segue como o único é algo típico das religiões monoteístas (e vemos o que isso causou durante toda a História da Humanidade, e continua a causar), não das fés pagãs.

A fé pagã nunca foi algo hermético e dogmatizado e sempre esteve em contínua evolução (como continua a estar). Portanto a única forma de explicar o absolutismo dogmático de alguns pagãos que atacam tudo e todos os que não crêem exactamente no mesmo que eles é não só o desconhecimento total do que é ser pagão causado por um profundo desenraizamento que leva a tais acções de alienação e incongruência.

O que se deve evitar acima de tudo no seio do nosso movimento são acções de tentativa de conversão de camaradas. Devemos quebrar os velhos padrões conservadores geralmente associados ao nosso movimento, sem alienar do mesmo quem, apesar de discordar marginalmente, está connosco na nossa causa. Devemos lutar, cada um da sua maneira, mas sempre concertados e nunca perdendo de vista os nossos objectivos comuns. Em vez de nos concentrarmos nas divergências devemos, isso sim, concentrarmo-nos no que é mais importante – a nossa causa comum: a Europa!

ALEX disse...

SALVE MARIA!
SOBRE OSR. ALEF..ESPERAMOS QUE ELE ENTENDA QUE NESSES 2000 ANOS DE CATOLICISMO..Á SANTA SÉATÉ MEADOS DOS ANOS 60 NUNCA CULMINOU COM ESTE MODISMO DE DIZER QUE OS (MINISTROS)SERVERIRAM PARA AJUDAR OS SACERDOTES..UÉ E ANTES DESTE CONCILIO COMO ERAM ÁS SANTAS MISSAS CHEIAS OU VAZIAS?
CARO SR. ALEF TENS QUE ENTENDER QUE TUDO DE MODERNO INSERIDO NESTE CONCILIO...DE NADA REPRESENTA O CATECISMO DE SEMPRE....COMO FICA OU ANTECESSORES QUE PRONUNCIARAM SOBRE Á EXISTENCIA DO LIMBO?
DE UMA HORA PARA OUTRA..NÃO EXISTE MAIS?
ALEX

Anônimo disse...

Se colocar um texto como este diz coisas que alguns talvez podem nao perceber. Alguem entende o motivo desse individuo postar algo deste naipe ?¿ Isso parece discurso da Anti-igreja e falando de um dito 'nacionalismo' ?¿ Também um não ao Dogma como ele diz 'dogmatismo'... Francamente eu preciso dizer que nao sou nacionalista´, nem revolucionário. É de um nacionalismo maluco que se gestou as guerras mais sangrentas da historia que não trouxe progresso algum e ainda principalmente naquilo que temos de exemplo a partir do inicio do sec XX e que malucos ainda querem lutar com orgulho por ela.

Não! nao mil vezes e não aceito esse discurso delirante.

Em uma palavra sou catolico apostolico romano!

Rodrigo
Ad Majorem Dei Gloriam!

Ana Maria disse...

Alex

MAs o limbo nunca foi assunto fechado na Igreja, tanto que n é dogma. E pelo que entendi, a tal comissão fez um estudo e n foi nada oficial.

ALEX disse...

SALVE MARIA!
ANA MARIA É LÓGICO QUE SOMOS SABEDORES QUE O LIMBO NÃO É DOGMA..PERCEBI QUE NÃO ENTENDENTES O MEU SIGNIFIACADO ORA SE SECULOS ATRÁS JA SE TINHA ESTUDADO SOBRE O LIMBO PORQUE VIR Á TONA DE NOVO SOBRE ESTE ASSUNTO JÁ QUE ROMA ETERNA SEMPRE CONCORDOU COM Á EXISTENCIA DELE/
NÃO OLHAS COM UMA MALICIA QUE DEVERIAS VER...POIS SE TOCARAM NESTE ASSUNTO JÁ RESOLVIDO POR ROMA..NÃO ENTENDES QUE UMA CORRENTE PROGRESSISTA VEIO FALAR DE NOVO SOBRE ESTE ASSUNTO?
DÁ MESMA FORMA QUE EXISTE ESTA (PASTORAL DÁ SEGUNDA UNIÃO)NÃO OLHAS COM ASTÚCIA?QUE DA QUI SABE LÁ QUANDO ISTO É UM TRAMPOLIM PARA ACEITAREM O 2 MATRIMONIO?
OLHA COM MALICIA O QUE OS LOBOS PLANTAM AGORA E UNS 200 OU 300 ANOS OU 10 ANOS OU SABE LÁ QUANDO ISTO SERÁ APRESENTADO COMO REGRA?

Lázaro Laert disse...

Salve Maria!

O Limbo não é dogma, mas está estritamente ligado aos dogmas, e são de crença obrigatória para qualquer católico.

Alguns exemplos:

-É dogma da Igreja que ninguém pode ir para o céu mesmo que só com o pecado original (Denz. 464);

- É dogma da Igreja que ninguém pode ir para o céu sem o batismo (ainda que seja o batismo de desejo ou o batismo de sangue), Cf. Denz 348; 712; 861;

A verdade é que a teologia católica não é feita apenas de dogmas. Existem muitas verdades anexas aos dogmas, as quais, se forem negadas, atingem em cheio o dogma a que elas se referem. Por isso elas são intocáveis, não havendo autoridade neste mundo que as possa mudar. No caso do Limbo, o dogma do pecado original e o dogma da necessidade do batismo para a salvação.


A questão do Limbo está ligada intimamente à doutrina da necessidade do batismo para se entrar no Céu:


"Em verdade, em verdade te digo: quem não renascer da água e do Espírito Santo não entrará no Reino de Deus. O que nasceu da carne é carne e o que nasceu do Espírito é espírito." (S. Jo, 3,5).

Presta atenção:

Porque, será que Comissão Teológica Internacional diz que a criança sem o batismo se salvara?
Então desaparece a necessidade de batizar as crianças!

Mas não é esta a Tradição dos Apóstolos: "A Igreja recebeu dos Apóstolos a Tradição de batizar também as criancinhas" (Orígines, Ad Rom. VI,6).

E o Concílio de Trento determinará que sejam batizadas as crianças recém-nascidas "ex traditione Apostolorum" (Dec. sobre o Pecado Original, 4).

Um mau exemplo desta onda pós-conciliar, em querer modificar tudo que temos de sagrado foi a Madre Tereza de Calcutá:

Que PROIBIA que fossem batizadas, em seus hospitais, as crianças em “perigo de morte vindas de outras religiões”.

Algumas citações:

-"560. Porque se deve ter tanta presteza em levar as crianças ao batismo?


Deve-se ter suma presteza em levar a batizar as crianças porque elas, pela sua tenra idade, estão expostas a muitos perigos de morrer, e não podem salvar-se sem o Batismo." (Catecismo Maior de São Pio X)

-"564. É o Batismo necessário para a salvação?

O Batismo é absolutamente necessário para a salvação, porque o Senhor disse expressamente: Quem não renascer na água e no Espírito Santo não poderá entrar no reino dos céus. (Catecismo Maior de São Pio X)

- São Gregório Nanzianzo (325-389):

"aqueles citados por último (crianças que morreram sem batismo) não serão admitidos pelo justo Juiz na glória do Céu nem condenados a sofrer punições, uma vez que, apesar de não terem sido batizados, não eram maus" [Orat., xl, 23]

- O Papa Inocêncio III (1160-1216) ensina que aqueles que morreram apenas com o pecado original em suas almas não sofreram "outra pena, seja fogo material ou do verme da consciência, exceto a dor de ser privado para sempre da visão de Deus" (Corp. Juris, Decret. l. III, tit. xlii, c. iii -- Majores).

- Santo Agostinho: "Quem quer ser católico, não creia, nem diga, nem ensine que as crianças colhidas pela morte antes de serem batizadas podem obter a remissão do pecado original".

- Concílio de Mileto (416) e Concílio de Cartago (1418): "Se alguém diz que as palavras do Senhor: 'Há várias moradas na casa de meu pai" devem ser entendidas no sentido de que o reino dos céus há um certo lugar intermediário ou que existe um lugar qualquer onde vivem felizes as crianças mortas sem batismo, sem o qual elas não podem entrar no reino dos céus, que é a vida Eterna, que seja anátema." (Denzinger, 102)

- O Papa Pio VI, na proposição 26, da Auctorem fidei, que condenou o Sínodo de Pistóia, condena os jansenistas que diziam ser uma fábula o limbo:

"A doutrina que reprova como fábula pelagiana ao lugar dos infernos (ao que corretamente designam os fiéis com o nome de limbo das crianças) em que as almas dos que morrem só com a culpa original são castigadas com pena de dano sem a pena de fogo, como se os que suprimem a pena de fogo, por este mero ato introduziram aquele lugar e estado carente de culpa e pena como intermediário entre o reino de Deus e a condenação eterna, como o imaginavam os pelagianos: é falsa, temerária e injuriosa contra as escolas católicas." (Denz. 2626)

- Se não há limbo, muitos iriam ao céu sem Batismo, o que contraria a palavra de Cristo-

Agora aparece Comissão Teológica Internacional, aprovada pelo Papa Bento XVI “segundo algumas fontes de noticias” http://pt.wikipedia.org/wiki/Limboquerer abolir o Limbo.

"Em verdade, em verdade te digo: quem não renascer da água e do Espírito Santo não entrará no Reino de Deus. O que nasceu da carne é carne e o que nasceu do Espírito é espírito." (S. Jo, 3,5)

Espero ter esclarecido.

Ana Maria disse...

OLha eu perguntei pq quis tentar entender, pq particularmente n creio no limbo, se n é dogma, n sou obrigada a aceitar.
Obrigada Lázaro.



Alex: n entendio pq falou comigo desse jeito, e n tb n gostei.

Olha, tem que se ter um pouco mais consideração com quem quer aprender, se eu n perguntar como vou aprender? N tenho obrigação de saber tudo.

Detesto esse jeito de dar respostas agressivas só pq a pessoa ousou n saber, eu hien!

Leandro disse...

Salve Maria

Tenho um primo que juntamente com a esposa são "ministros" da Eucaristia, mas esse não é o maior mal, o pior é que eles defendem o casamento de Padres, a ordenação de mulheres, o divórcio, a panreligiosidade, entre outros absurdos modernistas e pós-CVII, sempre que converso com eles a respeito, fico mais chocado, como pode ainda essas pessoas se declararem Católicas?

Esses males como "Ministros da eucaristia" e "Gerentes de Paróquia", podem parecer inofensivos, mas as pessoas que ostentam esses "cargos" pensam, - "Se eu posso ser um "Ministro", um "Gerente", porque não começar o meu próprio ministério? Aí está um bom começo (ou mal começo) para Igrejas de fundo de quintal...

Magdalia disse...

Queridos amigos:
Claro que o limbo está perfeitamente comprovado. São Tomás defendia a existência do limbo e a simples lógica leva-nos a concluir que existe. Não se pode acabar com 2000 anos de sagrada tradição! Os modernistas e progressistas, que dizem que o que está nas Escrituras é simbólico, porque não haveriam de dizer que o limbo é uma invenção?

O Papa Bento XVI, infelizmente, não é muito adepto da escolástica, logo até pode concordar, a título pessoal, com essa comissão teológica. Mas, se não se pronuncia infalivelmente, a opinião mesmo a dele vale o que vale.

Ana Maria,
quanto ao que vc disse de não escrever mais nada no meu blog por causa do Alef, Ignore-o! Não lhe responda, mas não deixe de comentar. Os dois são meus amigos. A diferença é que vc é católica, como se deve, e ele não.

Gosto muitíssimo de a ter por lá, não me tire esse prazer! Vc é tão frontal quanto eu, gosto muito do seu estilo e sinceramente não quero que deixe de passar por lá. É uma honra!

Um abraço a todos.

olegario disse...

Prezados, Salve Maria.

Minha humilde contribuição:

Os tais ministros da eucaristia já estão há anos atuando nas paróquias.

São na sua maioria, amigos dos sacerdotes, seminaristas e gerentes de igreja.

A Missa Ordo Pio V está aos poucos, ganhando espaço e adquirindo simpatia até - pasmem - nos católicos mais animadinhos.

Por enquanto, a vitória da liturgia digna, mesmo que a "conta- gotas", vem crescendo.

Penso que qualquer campanha para afastar os ministros da eucaristia, agora, neste momênto seria um enfrentamento sem estratégia definida.

Haveria truculência por parte do clero, que com certeza iria tributar a nós a arrogância de fazer valer "algo a força", já que a missa latina, foi restabelecida ( não adianta negar isso ) à "forceps". Ou seja, tanto leigos quanto padres, bispos, condicionariam um fato ao outro.

Diriam:

"Primeiro conseguiriam o rito tridentino.
Agora querem acabar com os ministros.
Amanhã, extinguem a missa nova..."

Por isso penso que devemos agir como o Papa.
"Mordendo pelas beradas".
Para cada dia o seu mal.

Sugiro fazermos campanhas para as paróquias adotarem a celebração da missa tridentina. Centenas ainda não a fazem.
Convidar os "ministros" para participarem ao menos uma vez por mês.

Um colega, um vizinho, um amigo....
Vamos estimular os "carismáticos" entenderem a importancia da liturgia. ( milagres existem )

Por fim, Nossa Senhora que nos ampare e guarde.

Em jesus e Maria.

Olegario.

Ana Maria disse...

rsrsrsm Obrigada Magdália. Ignorá-lo-ei.

Alguém então me faça entender o limbo, por favor!

Sandro de Pontes disse...

Prezados, salve Maria.

E a campanha contra os ministros? Como será feita?

Um abraço,

Sandro de Pontes

Sandro de Pontes disse...

Prezada Ana Maria, salve Maria.
Um artigo de Dom Lourenço ajudará você a entender o limbo. Leia, por favor:

http://www.capela.org.br/Artigos/limbo.htm

Um abraço,

Sandro de Pontes

Lázaro Laert disse...

Um bom artigo sobre o Limbo, encontrei no blog casa de sarto.

O endereço é esse: http://casadesarto.blogspot.com/2007/04/sobre-o-limbo-2.html

........
Limbo é o nome do lugar para onde vão as almas das crianças que morrem sem Batismo, e antes de ter o uso da razão. Ë claro que esses bebês, não tendo o uso da razão não tem pecados pessoais, e, portanto, não podem ir para o inferno. Mas como não receberam o Batismo, suas almas não tiveram perdoado o pecado original com que todo homem nasce. Só quem é batizado tem a culpa original perdoada e, por isso, tem a possibilidade de ir para o céu. Pois disse Nosso Senhor Jesus Cristo:

"Quem não renascer da água e do Espírito Santo não pode entrar no reino de Deus" (Jo. III, 3 e 5).

Ana Maria disse...

Lázaro, Obrigada.

Sandro de pontes, obrigada, gostei do seu blog.

Li os artigos e imprimi. Tb achei mais dois:

http://www.permanencia.org.br/Si...ao/045/ art1.htm

http://www.permanencia.org.br/Si...ao/040/ art1.htm

Pax Domini

Sandro de Pontes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sandro de Pontes disse...

Prezada Ana Maria, salve Maria.

Outro texto bom sobre o limbo:

http://www.fsspx-brasil.com.br/page%2006-1-os-limbos.htm

Um abraço,

Sandro de Pontes

Ana Maria disse...

Sandro, Salve Maria!

Obrigada. Imprimi esse texto tb, com tudo formei um pequeno livro sobre limbo, vou até encadernar! hehehe


Pax Domini

Sandro de Pontes disse...

Prezxada Ana Maria, salve Maria.

Agora você será "perita" em "limbologia"...rsrsrsrsrsr

Um abraço,

Sandro de Pontes

Obs.: Existe uma passagem extremamente interessante na encíclica Mirari Vos, de Gregório XVI, que nos orienta muito bem sobre estas "novidades" doutrinasi, nunca antes ensinadas pela Igreja, como aquelas apresentadas pelo Vaticano II. Veja:

4. Tudo isto cumprireis plenamente, se, segundo vosso dever, cuidardes de vós mesmos e da doutrina, tendo sempre presente que a Igreja universal REPELE TODA NOVIDADE (S. Caelest. PP., ep. 21 ad episc. Galliar.) e que, conforme conselho do Pontífice Santo Agatão, nada se deve tirar daquelas coisas que hão sido definidas, nada mudar, nada acrescentar, mas que se devem conservar puras, quanto à palavra e quanto ao sentido (Ep. ad imp. apud Labb. Tomo II, p. 235, Ed. Mansi). Daqui surgirá a firmeza da unidade, que se radica, em seu fundamento, na Cátedra de Pedro, a fim de que todos encontrem baluarte, segurança, porto bonançoso e tesouro de inumeráveis bens, justamente onde as Igrejas possuem a fonte de seus direitos (S. Innocent. Papa, ep. II, apud Constat.). Para reprimir, portanto, a audácia dos que ora intentam infringir os direitos desta Sé, somente na qual se apoiam e recebem vigor, preciso é incular um profundo sentimento de fidelidade e veneração para com ela, clamando, a exemplo de São Cipriano, que em vão protesta estar na Igreja o que abandonou a Cátedra de Pedro, sobre a qual está fundada (S. Cypr., De unitate eccles.).

5. Deveis, pois, trabalhar e vigiar assiduamente, para guardar o depósito da fé, apesar das tentativas dos ímpios, que se esforçam por dissimulá-lo e desvirtuá-lo. Tenham todos presente que o julgar da sã doutrina, que os povos têm de crer, e o regime e o governo da Igreja universal é da alçada do Romano Pontífice, a quem foi dado por Cristo pleno poder, para apascentar, reger e governar a Igreja universal, segundo os ensinamentos legados pelos Padres do Concílio de Florença (Sess. 25, in definit. apud Labb., tom. 18, col. 527. Edit. Venet.).

E mais a frente, destruindo a tese conciliar de que os "irmãos separados são nossos legitimos irmãos por causa do batismo" podemos ler as seguintes palavras de Bento XVI contra os hereges protestantes:

9. Outra causa que tem acarretado muitos dos males que afligem a Igreja é o indiferentismo, ou seja, aquela perversa teoria espalhada por toda parte, graças aos enganos dos ímpios, e que ensina poder-se conseguir a vida eterna em qualquer religião, contanto que se amolde à norma do reto e honesto. Podeis, com facilidade, patentear à vossa grei esse erro tão execrável, dizendo o Apóstolo que há um só Deus, uma só fé e um só batismo (Ef 4, 5): entendam, portanto, os que pensam poder-se ir de todas as partes ao porto da Salvação que, segundo a sentença do Salvador, eles estão contra Cristo, já que não estão com Cristo (Lc 11,23), e os que não colhem com Cristo dispersam miseramente, pelo que perecerão infalivelmente os que não tiverem a fé católica e não a guardarem íntegra e sem mancha (Simbol. Sancti Athanasii); ouçam S. Jerônimo, do qual se diz que quanto alguém tentara atraí-lo para a sua causa, dizia sempre com firmeza: O que está unido à Cátedra de Pedro é o meu (S. Hier., ep. 57). E nem alimentem ilusões porque estão batizados; a isto calha a resposta de Santo Agostinho que diz não perder o sarmento sua forma quando está amputado da vide; porém, de que lhe serve, se não tira sua vida da raiz? (In Ps. contra part. Donat.).

Ana Maria disse...

Sandro, Salve Maria!

Perito em limbologia? rsrsrsrsr
depois de estudar, refletir, rezar, vou escrever sobre no meu blog.

abraço


Pax Domini

Ana Maria disse...

Olegário, Salve Maria!

Agora que reli todas as postagens, vc n deixa de ter razão.

abraço Pax Domini

Anônimo disse...

É queimá-los todos, os hereges protestantes, os ministros da comunhão, os jesuítas, o Papa!

Ah, e naturalmente os Judeus, na câmara de gás, não é?

Se o Pedro Alvares Cabral não tivesse parado para mijar a caminho da índia nessa terra de atrsados mentais, não precisávamos de ler tanta alarvidade, porque pelo menos cá em Portugal, à exepção de meia duzia de idiotas , já nos livrámos dos Facistas!

48 anos de semelhante corja chegaram...

ALEX disse...

SALVE MARIA!
ANA MARIA BOA TARDE!
PERCEBI QYE SE SENTIU OFENDIDA..PEÇO-LHES DESCULPAS PELA MINHA DEFESA...NÓS DEVEMOS AMAR OS DEFEITOS POIS O CERTO É FACIL AMAR..SE COMETI UM DEFEITO SEMPRE FUI ASSIM...NUNCA VOU DESRESPEITA-LA.. EM MOMENTO ALGUM..NÁ MINHA FORMA DE DEFESA SÓ LHE PASSEI DO MEU JEITO DE EXPRESSAR NO QUAL LHE MAGOEI...
DESCULPAS
ALEX E FAMILIA.

ALEX disse...

SALVE MARIA!
SR. MINISTRO DÁ EDUCAÇÃO SR. ANONIMO
COMO GOSTARIAS QUE TIVESSE PASSADO PELO MÃO DO GENERAL FRANCO..UM VERDADEIRO SOLDADO CATÓLICO...QUE LHE ENFIARIA PELAS TUAS GOELAS UMA LINDA ESPADA COM LUCIFER CRAVADO O VOSSO MESTRE..POIS PELO TEU RETO NEM O DEMONIO O ACEITARIA ENTRAR..
UMA PENA QUE NÃO VIVESTES NO TEMPO DÁ SANTA INQUISIÇÃO
ALEX

Ana Maria disse...

Alex, Salve Maria
Está certo, já passou.

Ainda vou postar sobre limbo no meu blog.

Semana que vem é aniversário do meu filho, todos estão convidados para a festa dia 8 de Novembro hehe

ALEX disse...

SALVE MARIA!
PARABENS PELO VOSSOFILHO
MUITAS PRIMAVERAS PARA ELE
UM ABRAÇO FRATERNAL
ALEX E FAMILIA

Anderson Rabelo disse...

Não entendi, se o próprio Jesus se aproxima do homem e permite que o leproso, o pior de todos o toque, por que não podemos fazer o mesmo com a Sagrada Eucaristia se é o próprio Jesus? Vamos ter cuidado com a nossa rigidez, apesar de eu não gostar de certos modernismos na Igreja, mas não comungo desse texto desse blog.

Anderson Rabelo disse...

Não entendi, se o próprio Jesus se aproxima do homem e permite que o leproso, o pior de todos o toque, por que não podemos fazer o mesmo com a Sagrada Eucaristia se é o próprio Jesus? Vamos ter cuidado com a nossa rigidez, apesar de eu não gostar de certos modernismos na Igreja, mas não comungo desse texto desse blog.

Waldney disse...

Boa Noite a todos! Graça e Paz de Cristo Jesus e o amor de Maria!

Bom, gostaria de dizer que os comentários de vocês seriam relevante se observassem realmente a santa igreja. Assim como no concílio de Jerusalém, Pedro convocou para falar sobre os novos cristão circuncidados... Comento isso pois Jesus não se referiu sobre os novos cristãos, muito menos de circuncisão, mas pedro mudou alguns aspectos, junto com os apóstolos, e daí por diante seguiram o que Pedro disse. A nossa igreja é rica pela diversidade que existe nela, pois CRISTO veio para todos aqueles que nEle Crê. Se vocês julgam que o IICV está errado, vocês estão contra a santa mãe igreja, em discordar dos apóstolos de hoje. Vocês acham que se este ato fosse errado Deus já não teria dado uma luz aos seus apóstolos para ocorrer uma mudança?! Enquanto vocês discutem ou tentam armar uma guerra no mundinho de vocês, eu aconcelharia em fazer o que o próprio Cristo pede:"Ide e anunciai a toda criatura, que Jesus Cristo é o Senhor!" De qualquer forma, peço para que abram seus horizontes para a santa igreja que nosso Senhor Jesus quer...Ela é muito grande para ficar apenas nestes gestos bobos que vocês julgam estarem certos. Toda a igreja é um corpo, e com certeza tem membros diferentes. Se vocês são contra o Arautos do Evangelho, Irmandade de não sei de onde...etc, voces são contra a ordem Agostiniana, Dominicana, Jesuitas....Quem escreve estas matérias se contradiz. Vocês não percebem que é isso que SATANÁS quer? A divisão da Igreja? Pensem nisso e parem de ser "Diabolos" dentro do povo de Deus!
Ah! E releiam toda a história de S. Francisco de Assis, não foi muito bem isso que vocês disseram que ela pensava não! Não leiam a vida deles com olhos humanos, tentem ver com a humildade divina. Ass: Waldney - walfm@msn.com

Salve Maria!!! Paz e Bem!!!

Lucas disse...

MEU QUERIDO(A) SEJA QUEM FOR, VOCE ACHA QUE Deus ia colocar o papa nesse conssilio para decidir coisas erradas espero que tenha arrependido de publicar essas palavras eu sou ninguem para julgar voce, mas os ministros sao consagrados por Deus nao importa quem seja e voce nao sabe interpretar texto algum seu(sua) incredula Deus que me perdoe mas voce nao tem nada a fazer do que pertubar a sua propria igreja alias se voce esta falando palavras alcontrario dela e porque nao faz parte dela mas tudo terá sua hora e a hora de Deus e diferente da nossa e so um alerta de um menino de 12 anos. Eu acho que Deus te perdoa

Ronny Soares disse...

E se todos se acharem indignos? Não existiram sacerdotes, leigos que muito contribuem para a igreja, pois há uma escassez e uma necessidade ainda maior de Missas. JESUS ESCOLHEU PESSOAS NÃO TÃO DIGNAS AOS OLHOS HUMANOS, MAS DIGNAS AOS OLHOS DE DEUS. Poderia ter escolhido um bom sacerdote, um religioso da época, alguém totalmente crente de Deus, enfim... Mas ele escolheu trabalhadores, pessoas comuns, e confiou à eles a missa do reino de Deus, mas antes eles os preparou... De tal forma se existem os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão não é porque eles sejam dignos de tocar no corpo de Cristo... Mas é porque tem muitas pessoas que precisam receber Jesus em suas casas, muitas pessoas necessitadas e são estes ao qual vcs crucificam aqui, que vão ás casas dos que muito precisam.

Deus não só escolhe os capacitados e dignos, mas ele capacita os escolhidos e faz digno de não só tocar no Corpo de Cristo, mas levá-lo onde ele quer ir...

Estudem mais, vivam mais, sintam mais...

Nosso conhecimento de nada vale se julgamos, Mas vale um analfabeto com amor do que um Mestre com rancor!

A paz de Cristo e a intercessão de Maria para abri vossa mente filho!

Deus te abençoe.

Gustavo Lira disse...

Quem somos para julgar algo? Você que é contra se acha no direito de julgar o que é certo ou errado? Respeito os MESC's, assim como os Diáconos Permanentes, assim como qualquer outro cristão, seja católico ou não, assim como judeus, muçulmanos... Creio que precisamos rezar mais pelo mundo a preocupar-nos com esses detalhes.
Deus os Abençoe!