segunda-feira, 3 de março de 2008

Carismaticos se reunem com hereges por ter a efusão do "espírito santo" como essência

Evangélicos e católicos realizam encontro em Lavrinhas
26/02/2008 - 16:02:03


Com o tema Pai, que todos sejam um (?????), acontece nos dias 30 de abril e 1° de maio, o primeiro Encontro de Irmãos Evangélicos e Católicos na comunidade Canção Nova, em Lavrinhas (SP). O presidente da Comissão Episcopal para o Ecumenismo e Diálogo Inter-Religioso e arcebispo de Montes Claros (MG) dom José Alberto Moura, e o assessor da Comissão padre Marcial Maçaneiro representarão a CNBB. O evento é promovido pelas Novas Comunidades católicas e representantes pentecostais.

Segundo dom Alberto Moura, o encontro não terá um caráter oficial, mas é para “orar e louvar a Deus juntos, sob a inspiração do Espírito Santo, compartilhando nossas experiências e ouvindo a palavra de Deus como tem acontecido em Bari, na Itália, e em Buenos Aires, na Argentina”.

A iniciativa de evangélicos e católicos de se reunirem surgiu na década de 1960, buscando aproximar as várias denominações do cristianismo para o diálogo e a comunhão. Nos últimos anos, de acordo com dom Moura, houve continuidade dessa comunhão, e a coordenação argentina deu ao movimento o nome de Comunhão Renovada entre Evangélicos e Católicos no Espírito Santo (CRECES) “por ter a efusão do espírito santo como essência”. Países como Itália, Argentina, Estados Unidos e Índia já aderiram ao movimento.

No Brasil, o movimento chega informalmente por meio de contatos firmados entre Matteo Calisi, da Renovação Carismática Católica e o pastor Jorge Himitian da Igreja Pentecostal Argentina. Já confirmaram presença no encontro as igrejas do Evangelho Pleno, Assembléia de Deus e do Evangelho Quadrangular.

Fonte:
www.diocesedelimeira.org.br

........................................................................................................................................................................

Se percorremos o ensino dos Padres, e do Magistério encontramos ensinos preciosos e radicalmente contrários ao que está sendo ensinado.

Não pode haver nada de mais perigoso do que aqueles hereges os quais, enquanto percorrem toda a doutrina sem erros, com uma só palavra, como uma gota de veneno, infectam a pura e simples fé divina e depois a tradiçao apostólica” (Auctor Tractatus de Fide Orthodoxa contra Arianos, citado pelo papa Leão XIII, carta encíclica Satis Cognitum, 19)

“Essa foi exatamente a maneira de se comportar da Igreja, e isso, também, pelo juízo dos santos Padres, os quais sempre tiveram como excomungados todos os que se afastaram, ainda pouco, da doutrina proposta pelo magistério legítimo” (Papa Leão XIII, carta encíclica Satis Cognitum, 19)

“(...)Agostinho observa que podem pulular erros de toda espécie; e se alguém aderir ainda que a um só deles, por isso mesmo, separa-se da unidade católica. “Quem crê nestas coisas [as heresias indicadas ], por isso mesmo não se deve julgar ou dizer-se cristão católico. Pode haver e formarem-se também outras heresias que não são lembradas nesta nossa obra; se alguém aderir a alguma delas, não seria cristão católico.” (Papa Leão XIII - da Carta Satis Cognitum, 19)

“(...)Agostinho diz (Enarrationes in Psl. 54, 19): “em muitas coisas concordam comigo, e, numa poucas não; mas por causa daquelas coisas em que não estão de acordo comigo, para nada lhes aproveitam as muitas coisas nas quais concordam comigo.”E com razão; pois os que tiram da doutrina cristã o que lhes apraz, baseiam-se não na fé mas no seu próprio juízo,[...] obedecem mais a si mesmos do que a Deus. “Vós – dizia Agostinho – que nos evangelhos credes no que quereis e não credes no que não quereis, acreditais em vós mesmos antes do que no evangelho. (Liv XVII, Contra Faustum Manichaeum, 3) (Papa Leão XIII - da Carta Satis Cognitum, 21).

Está bem claro, o ensino infalível e de sempre da Igreja.

É uma salada de aberrações (ecumenismo, falso sacramento protestante "efusão do espirito santo" , falsa oração em lingua e etc...). Uma verdadeiro sacrilégio contra o Espirito Santo.

Devemos rezar por estas almas que vivem iludidas com o "pentecostalismo", que arrastam milhares de pessoas para as fileiras das trevas.

Leia :"Assim sendo, é manifestamente claro que a Santa Sé, não pode, de modo algum, participar de suas assembléias[reuniões "ecumênicas"] e que, aos católicos, de nenhum modo é lícito aprovar ou contribuir para estas iniciativas: se o fizerem concederão autoridade a uma falsa religião cristã, sobremaneira alheia à única Igreja de Cristo.http://www.vatican.va/holy_father/pius_xi/encyclicals/documents/hf_p-xi_enc_19280106_mortalium-animos_po.html

Um comentário:

Leandro disse...

Li ontem esta notícia Lázaro e fiquei igualmente descepcionado, não por nunca ter visto algo assim (sempre acontece), mas porque por mais que denunciamos, mais acontecem...