quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Alguns erros de Matteo Calisi

Matteo Calisi é presidente da Fraternidade Católica e colaborador do Conselho Pontifício para os Leigos

1° erro

"Renovação Carismática, uma corrente de graça que tocou transversalmente as Igrejas cristãs históricas (católica-protestante-ortodoxa)".(...) "Trata-se de uma corrente de graça que tocou transversalmente as Igrejas cristãs históricas (católica-protestante-ortodoxa)".

Nessas duas frases, Matteo Calisi reconhece que a Renovação Carismática é um movimento inter confessional existente entre católicos, protestantes e cismáticos orientais.
Ora, o Espírito Santo não pode atuar em movimentos heréticos e cismáticos, que estão fora da Igreja, e sem a graça santificante, que é a vida de Deus nas almas, pois a heresia e o cisma são pecados mortais gravíssimos contra a Fé.
As frases acima citadas de Matteo Calisi constituem, pois, um erro grave contra a Fé.

2° erro

"Como se faz hoje a experiência do Espírito Santo?"Matteo Calisi: "Deus não habita em templos de pedra, mas antes de tudo no coração dos fiéis, no qual derramou a potência do Espírito Santo com seus dons carismáticos, dos quais o maior é o amor, como diz São Paulo (1 Cor 13)".

Na frase acima de Matteo Calisi se afirma que "Deus não habita nos templos de pedra".
Isso insinua que Cristo não estaria realmente presente nas igrejas católicas.
O que é mais um erro gravíssimo contra a doutrina da Igreja, pois é dogma de Fé que na hóstia consagrada, existente nos templos católicos, o Filho de Deus feito homem, Jesus Cristo, está real e substancialmente presente, sob as espécies de pão e de vinho.
A frase acima citada de Matteo Calisi é então suspeita de heresia.

3° erro

"Em nossos dias recebemos esta maneira nova e singular de experimentar o poder do Espírito Santo operante nos fiéis, que se chama Batismo no Espírito Santo e a oração carismática".

A expressão "experiência" de Deus era usada pelos hereges modernistas, e foi condenada pelo Papa São Pio X, na encíclica Pascendi .
Ela supõe uma presença de Deus imanente ao homem, ou uma "experiência" mística interior, pessoal e inefável, que se teria por meio de uma "receita" mágica , o chamado Batismo no Espírito Santo.
O chamado "Batismo do Espírito Santo" ou é, então, um oitavo sacramento-- e dizer isso é heresia condenada pelo Concílio de Trento -- ou seria um ato mágico
Pois se houvesse um método automático que, aplicado, forçasse necessariamente o Espírito Santo a se manifestar, e de um modo "experimental, as graças do Espírito Santo não seriam de fato "graças", isto é , dons sobrenaturais gratuitos. O homem teria um poder de forçar Deus, o que é completamente herético.
Esse método humano seria mágico, pois que pretenderia ter poder sobrenatural.
E é o que se verifica em quase todas as reuniões da RCC, e o que seus membros --e agora um de seus dirigentes, Matteo Calisi -- defendem explicitamente.

4° erro

"Os carismáticos não trazem «novidades», mas são novidade eles mesmos porque ajudam a Igreja a redescobrir, através da tomada de consciência da poderosa ação do espírito Santo na vida de cada um e da Igreja"(...) a maravilha dos dons e carismas se são dados a cada um e a todos para a construção da comunidade de crentes, a fim de que a Igreja, esposa de Cristo, seja cada vez mais bela e mais digna de seu esposo e Senhor".

Se os carismáticos "ajudam a Igreja a redescobrir"(...) "a maravilha dos dons e carismas" (...) "são dados a cada um e a todos para a construção da comunidade de crentes" -- comunidade dos crentes que é a Igreja -- isto significa que a Igreja precisa ser construída.
Ora, o que precisa ser construído não existe ainda.
Afirmar que a Igreja de Cristo precisa ser construída é negar que ela exista de fato.
Isso é herético.

5° erro

"A Renovação Carismática Católica, portanto, não se apresenta como um movimento eclesial «hierarquicamente estruturado»

Portanto, a Renovação Carismática seria igualitária.
Ora , Deus faz tudo em ordem. E a ordem exige desigualdade, hierarquia.
Se a Renovação Carismática não é hierárquica, mas nivelante, nivelada, sem hierarquia , ela não vem de Deus.

De quem vêm , então, os pseudo carismas dessa Renovação Carismática que nasceu na heresia do protestantismo; seita que se infiltrou na Igreja Católica como movimento inter confessional, ecumênico; seita defensora de uma Igreja espiritual não dogmática; seita imanentista e defensora de um misticismo mágico; seita que coloca Deus mais presente, --- e experimentalmente mais presente,-- no homem do que na Hóstia consagrada, que é adorada nas igrejas católicas; seita igualitária e niveladora, que pretende construir a verdadeira Igreja de Cristo?

Fonte: http://www.montfort.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=rcc&artigo=20041028124509&lang=bra

2 comentários:

Anônimo disse...

A RCC é sim um movimento eclesial bem estruturado. Não ouvi algum papa ser contra ela.
(o Papa é guiado pelo Espírito Santo, ele não deixaria que uma heresia permanecesse na Igreja)


http://presentepravoce.wordpress.com/2013/07/31/papa-francisco-responde-sobre-a-rcc/

Pablo disse...

Meus irmãos por gentileza parem de ficar tentando achar erros ou heresias no que as pessoas de bem que estão evangelizando e levando as pessoas para a Igreja. Nem todos são letrados e dominam a palavra escrita e falada como vocês e por isso fazem algumas declarações que soam como heresia, mas qualquer pessoa de boa vontade consegue entender o que estão dizendo, quanto a RCC talvez seria mais prudente questionar o Para Francisco pois o mesmo e nenhum outro Para se pronunciou de forma contrária a este movimento. E finalizando enquanto vocês estão aí somente estudando e se enchendo de conhecimento sobre a doutrina cristã e da nossa igreja, tem outros tantos que estão traçando um caminho de santidade e de EXPERIÊNCIA de Deus, pois se vocês não sabem, experimentar a Deus também nos leva a um encontro pessoal com Ele e nos faz viver a mística que é justamente materializar em atos o que se vive com Deus. Ninguém sugere ou prega um misticismo mágico na RCC, esta que tem uma organização fantástica e possui sim hierarquia, diferente do que vocês estão afirmando (copiam e colam a declaração de uma pessoa sem se referir ao sentido que ela quis dar a tal declaração). Se as pessoas buscam e Deus soluções mágicas, isso é um problema cultural que vive um movimento de massa como a RCC, mas ainda sim é melhor as pessoas estarem nos Grupos de Oração acreditando em mágica e aos poucos irem conhecendo a verdade e mudarem de pensamento do que estarem fora da Igreja e procurando outras soluções piores para seus problemas.
Lamentável tantas críticas, o ideal seria partir de vocês sugestões e práticas para mudar a situação real para uma situação ideal, já que pelo que parece vocês sabem o que deve ser feito, agora esse exagero em críticas só tira a credibilidade de vocês...