terça-feira, 14 de agosto de 2007

Testemunho, de Marcus Vinicius Guimarães

Participei ativamente deste movimento entre os anos de 1992 a 2002, trabalhei em 3 Congressos Nacionais em Aparecida, em 3 Cenáculos no Estádio do Morumbi, estive em grupos de oração ativamente, e tive a oportunidade de andar com Pe. Jonas Abib, Pe. Joãozinho, Pe. Marcelo Rossi, Pe.Eduardo Dougherty e Pe. Alberto Gambarini, nomes de peso da RCC Nacional, sem falar que estive com o desastre chamado Padre Antonio Maria (lembram-se do "casamento" do Ronaldinho Fenômeno e a Cicarelli?).
Resultado dessa minha dedicação canina a tal movimento? isolamento, depressão, desespero, sem falar do charlatanismo, achismos e estrelismos que andam nestes "grupos de oração"!

Quantos com quem eu conversei que se pretendiam no direito de destrinchar minha vida íntima, querendo me ditar rumos a minha vida espiritual, com a chamada "Cura e Libertação", meros leigos se achando no direito de serem Confessores, como os legítimos Sacerdotes!Até que encontrei a TRADIÇÃO CATÓLICA, verdade de 2000 anos atualmente nas Catacumbas do isolamento de seus próprios Bispos e Sacerdotes!
Minha "restauração" se deu num Grupo de Adoração Eucarística, (e não com os Dungas da vida) onde durante 1 hora adoramos o Santíssimo Sacramento do Altar, primeiro com meia hora de santo SILÊNCIO (algo impossível para a baboseira RCC e sua tagarelice em línguas e seu Rock pesado nas igrejas) e depois com o Santo ROSÁRIO DE NOSSA SENHORA.

Aliás os "Carismáticos" se gabam de amar a Santíssima Virgem Maria, andam com o Terço mas NÃO O REZAM! Prova disso? Antes de cada grupelho, em tese existe antes o Terço, mas quantos participam dele? Apenas os MAIS VELHOS...
Amigos eu vi e vivi isso!

Um comentário:

Rick disse...

Prezado Lázaro.

Estou também com um blog, convido-lhe a dar uma olhada.

um abraço.