segunda-feira, 27 de agosto de 2007

O SANTO SACRIFÍCIO DA MISSA

" Salvador do mundo, salvai-nos, Vós que nos libertastes pela Cruz e Ressurreição"
Retirado do livro Santa Missa Mistério de Nossa Fé, Pe. Franscisco Rudroff, 1912 - 1995/ Anápolis, 31 de julho de 1996.

A Missa é a renovação do sacrifício do Calvário. Nela, Cristo morre de novo, incruenta e misticamente, para nossa salvação.

Não tem o menor cabimento, quando Cristo morre misticamente, renovando o sacrifício da cruz, haver aplausos, simulações de dancinhas, baterias, guitarras e outras inovações que vieram do protestantismo.

Logo, na Missa, é um absurdo criar um ambiente festivo, pois a Missa não é festinha de aniversário.

Relembrando: São Pe. Pio disse em uma entrevista.

Meu filho, estamos na Cruz, e a Missa é uma contínua agonia.



A Santa Missa não é uma festa. É um Santo Sacrifício. É a renovação do Sacrifício da Cruz, do Sacrifício do Calvário. E no Calvário, diante de Cristo Crucificado, ninguém dançou, ninguém bateu palmas ou fez festa: todos ficaram em silêncio, num momento de interiorização, de profunda relação com Deus. Se crê que a Eucaristia é a renovação do Sacrifífico de Cristo, não se pode admitir que a Missa seja uma festa”.

Nenhum comentário: